Cidades | Profissionais de entrega

Pandemia: motoboys são alvo da Covid-19, de assaltos e trotes

Entregadores utilizam máscara e álcool em gel, e deixaram de circular em alguns pontos da cidade devido a ações criminosas
Ismael Araújo / O Estado08/01/2021

São Luís - As vendas por delivery cresceram muito durante o período da pandemia da Covid-19, mas os entregadores ou motoboys ficam mais expostos à contaminação pela doença, além de serem alvo de trotes e assaltos. Bairros como Aldeia, Barreto, Vila Conceição, Alto do Turu, Coroadinho, Parque Vitória, Filipinho e áreas adjacentes são pontos da cidade que muitos desses profissionais deixaram de circular para não sofrerem atos criminosos, principalmente roubo.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte