Viaje Mais

Maldivas

Muito além de um paraíso romântico
Sheila Dureles / Personal Travel31/10/2020
MaldivasDivulgação

Muito procurada por casais para curtir a lua de mel, as Maldivas são muito mais que isso. Arquipélago formado por 26 atóis. O mar com diversas nuances de azul, hotéis extraordinários, bangalôs sobre as águas, ilhas privativas, tratamentos ayurveda, surf, mergulho, vida marinha abundante. São o local para se viver um romance? Sim mas as famílias também são bem vindas.
Maldivas

As Maldivas são um país no Oceano Índico composto por 26 atóis em formato de anel com formação a partir de mais de 1.000 ilhas de coral. São 1.190 ilhas mas somente em torno de 200 delas habitadas. A capital é Malé.
É um país muçulmano, então exige uma série de regras que você deve seguir quando se dirigir para lá como não portar bebidas alcoólicas, imagens de outras religiões, alimentos à base de porco e pornografia. A taxa cobrada pelas infrações é elevadíssima, então nem tente.

Como ir
O país fica próximo à Índia e Sri Lanka e para chegar ao destino não há vôos diretos, então tenha em mente que você fará uma ou mais conexões em algum outro local antes de lá, o que pode depender da viagem se tornar um benefício como um stopover em Istambul, Dubai, Doha, Sri Lanka.
As companhias aéreas com bons vôos para lá são: Emirates(via Dubai), Qatar (via Doha), Turkish(via Istambul), Etihad (via Adis Abeba), mas não quer dizer que você não posso fazer a sua conexão na europa, através da KLM/Air France ou Lufthansa/Swiss mas com 2 conexões.

Documentação

Não é necessário tirar o visto antecipado, isto é feito ao chegar ao país e ele tem validade máxima de até 30 dias para turistas.
É necessário passaporte com validade mínima de 6 meses, reserva confirmada em hotel, valores suficientes para cobrir despesas no período da estadia, passagem aérea de ida e volta confirmada, certificado internacional de vacinação contra a febre amarela e resultado do teste PCR Covid-19 negativo, anexado ao preencher o formulário da Declaração de Saúde do Viajante (amostra colhida 96 horas antes da partida para as Maldivas, contando a partir do primeiro porto de embarque em rota para as Maldivas). E seu passaporte deve conter no mínimo 2 páginas em branco.
Seguro viagem com proteção a Covid-19 é primordial.

Hospedagem

Entenda que com milhares de ilhas e 26 atóis tem hospedagem para todos os gostos mas nem todos os bolsos. Há dois tipos de ilhas habitadas: as privadas onde ficam os resorts e as públicas onde vive a população local. Dá para se hospedar em ambas se quiser, mas depende muito do seu estilo de viagem.
E o transporte para as ilhas é feito de ferry boat em dias específicos, a depender da ilha (não chega a todas), lancha rápida, hidroavião. E dependendo do atol de onde fica o seu hotel, pode-se precisar de mais de um tipo de embarcação. Então, o deslocamento tem valor muito elevado. Recomendo escolher bem o hotel e ficar só nele. Deve-se também levar em conta que é um destino caro, exclusivo, onde a alimentação e mão de obra são raras e praticamente tudo advém de recursos externos. Com relação às bebidas alcoólicas, então por ser um país muçulmano o imposto de importação chega a quase 100% do valor. Quanto mais exclusivo, mais caro.
E qual o melhor hotel de lá para se hospedar? Depende. Tem hotéis que oferecem só café da manhã, hotéis com regime de meia pensão e tem hotéis que são all inclusive. Vai depender do que você deseja. Bangalô sobre as águas com ou sem piscina, quadra de tênis, decoração de design arrojado, chefs exclusivos, carta de bebidas premiadas, kids club, mergulho, esportes náuticos, um estilo mais moderno com baladas, spa, bares. Ah e vale deixar bem claro que é 1 hotel por ilha.

Experiências

Aqui o atendimento ganha status máximo. Já se imaginou dormindo em uma bolha com toda a infraestrutura, o céu, as estrelas, jantar feito por um chef e na manhã seguinte um café da manhã dos deuses, temos.
Cinema à beira do oceano com pipoca e sorvete, também temos.
Nadar próximo a arraias gigantes e tubarões baleia em um dos grandes buracos azuis do mundo, também temos. Tirar os sapatos ao chegar e ficar descalço, sem relógios e super despojado em um hotel 5 estrelas também.
Mensagens em garrafas, jantar no maior restaurante subaquático do mundo, o 5.8 Undersea que permite saborear um soberbo menu enquanto aprecia a vida marinha, através de um teto transparente, ufa! Também temos.
As famílias podem se divertir, pois muitos hotéis têm kids club, alguns hotéis tem escorregadores que caem direto no mar, a água quentinha e em vários tons de azul, mergulho e atividades náuticas vão encantar os pequenos. Que criança não gostaria de ir a uma caça ao tesouro.
Sugerimos um mínimo de cinco noites de hospedagem. e damos aqui algumas dicas de hotéis para se hospedar: Vakkaru Maldivas, Waldorf Astoria Maldives, Anantara Dighu, Hurawalhi Island Resort, Finolhu, Six Senses Laamu, Lux South Ari Atoll, Soneva, Lily Beach Resort & Spa.
Boa viagem!.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte