Vida | Beleza

Como a pele se comporta em cada estágio da vida

Em cada fase da vida, a pele passa por transformações que exigem cuidados diferenciados;a partir dos 20 até os 60 anos, a pele passa por estágios que exigem cuidados específicos para evitar o envelhecimento precoce
02/09/2020
Como a pele se comporta em cada estágio da vidaA pele envelhece assim como outros órgãos do corpo humano (Divulgação)

SÃO PAULO- Entre os elementos que formam o órgão da pele estão o colágeno e a elastina. “Em cada fase da vida, o colágeno e elastina respondem de uma maneira. Na infância, eles estão em fase precoce e em desenvolvimento, por isso a pele é bem sensível. Já na adolescência, com as alterações hormonais, a pele passa a produzir mais oleosidade por estímulo às glândulas sebáceas e, consequentemente, surgem as acnes e os cravos. A partir dos 20 anos, inicia-se a fase de maturação, ou seja, o colágeno e a elastina estão na melhor fase, a pele está trabalhando à todo vapor”, explica a dermatologista especialista em cosmiatria e parceira Souvie, Luciana Garbelini

É a partir dos 20 anos que os cuidados precisam ser redobrados. “A pele não é diferente dos demais órgãos. Todos os cuidados ou a falta deles serão cobrados com os anos. E o processo de memorização da pele inicia-se aos 20”, esclarece Garbelini. Entre 30 e 40 anos, começam a surgir os sinais de envelhecimento, como rugas e linhas de expressão. “Isso acontece porque a pele está mais aberta a penetração dos radicais livres”.

A partir dos 40, a expert indica a reposição de colágeno e elastina, que costumam se perder ao longo dos anos. E, aos 50, além dos sinais de envelhecimento se tornarem bem visíveis, a pele começa a perder grande parte da sua elasticidade, se tornando mais flácida”, frisou.

Cuidados
Segundo a especialista, a partir dos 20 anos é importante ter uma atenção aos cuidados com a pele.

“Inicie uma boa rotina de cuidados com a pele: limpeza, hidratação, esfoliação e proteção. Por mais corrida que a vida esteja, vale a pena tal atenção, principalmente nessa fase de memorização, para evitar o envelhecimento precoce”, explica a parceira Souvie.

Já aos 30 anos, os cuidados já precisam ser intensificados, pois a pele começa a ficar cansada. “Aqui, surgem os primeiros sinais de cansaço do colágeno e da elasticidade. Então, redobre o uso de cosméticos com vitamina C e outros bioativos que revitalizam, hidratam e que tenham efeito antioxidante e anti-inflamatório”.

A partir dos 40 anos, a indicação é optar por produtos rejuvenescedores.
“Comece a investir em produtos com ação rejuvenescedora, que melhoram a firmeza da pele e atenuam as rugas e marcas de expressão”.

Dos 50 anos, a especialista recomenda produtos mais potentes na prevenção de marcas de expressão, como os utilizados aos 40 anos de idade.
“Os cuidados são os mesmos de quando se tem 40, mas os cosméticos precisam ter mais potência e hidratação. Considerando que estes estágios existe a questão da flacidez, os resultados são potencializados por intervenção de procedimentos estéticos”, finaliza.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte