Agosto dourado

Os benefícios da amamentação para o bebê

Da prevenção à obesidade ao desenvolvimento da arcada dentária, a amamentação traz diversos benefícios para a vida adulta do bebê

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h19
O aleitamento materno reduz em 13% a mortalidade de crianças
O aleitamento materno reduz em 13% a mortalidade de crianças (mulher amamentando)

SÃO PAULO-O aleitamento materno reduz em 13% a mortalidade de crianças até os cinco anos de idade. Além disso, evita diarreia e infecções respiratórias, diminui o risco de alergias, diabetes, colesterol alto e hipertensão, além de proporcionar melhor nutrição e reduzir as chances de obesidade.

Agosto é o mês do aleitamento materno, também conhecido por Agosto Dourado. Durante todo período, o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde trabalham para promover a importância deste alimento que deve ser exclusivo do bebê até os seis meses de vida.

Para a pediatra Patrícia Rezende, do Grupo Prontobaby, embora nem toda mãe consiga amamentar, é papel da sociedade apoiar esse ato "Com certeza, você já ouviu o relato de alguma mãe que ficou constrangida ao amamentar em público. O leite materno e sua livre demanda são essenciais, principalmente nos primeiros meses de vida", explica..

Livre demanda
Amamentar em livre demanda significa amamentar a criança sem tempo determinado e sem a utilização de bico artificial.

Os estudos mostram que aqueles que receberam amamentação exclusiva até os seis meses de idade possuem maior proteção contra infecções, como diarreia, pneumonia e otite, como também desenvolvem uma melhor arcada dentária.

A amamentação ajuda a prevenir a obesidade, diabetes e hipertensão, além das doenças infecciosas, como diarreia, pneumonia e otite. A amamentação também promove uma melhor flora intestinal, o que está ligado à prevenção de várias doenças.

Arcada dentária
Todo bebê nasce com uma discreta retrognatia (um tipo de má oclusão maxilarcausada pela posição mais posterior da mandíbula). A amamentação promove uma série de movimentos na mandíbula, projetando-a para frente e trabalhando a musculatura para que a mandíbula deixe de ter essa retrognatia, resultando em uma melhor arcada. Diferente do movimento realizado na mamadeira, que é somente pra cima e pra baixo, ordenhar o seio materno é um ato complexo. Isso, ao longo do tempo, vai tonificar melhor essa musculatura orofacial, trazendo benefícios para a arcada dentária e a fala.

Saiba mais

o colostro (primeiro leite materno) é a primeira vacina do bebê, pois ele é rico em anticorpos. A imunidade do bebê ainda está em formação e a amamentação exclusiva até os seis meses promove essa imunização passiva como se fosse uma vacina no bebê.




Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.