Geral | Pandemia

Mais de 35% dos brasileiros se endividaram com diminuição de renda

Pesquisa realizada pelo aplicativo Mobills revela o impacto da crise no orçamento e especialistas dão dicas para diminuir os prejuízos
14/06/2020 às 08h02

SÃO PAULO - O mês de março marcou o início da quarentena no Brasil e, com isso, foi registrado um nível recorde de efeitos na economia do país e nas finanças do brasileiro. De acordo com um levantamento realizado pela Mobills, startup de gestão de finanças pessoais, em maio, foi registrado um alto número de pessoas endividadas. O levantamento ouviu 1.215 usuários do aplicativo. Destes, 40,2% declararam que já tinham dívidas em atraso antes da pandemia do novo coronavírus e 12,7% adquiriram dívidas entre março e abril deste ano em decorrência da crise na economia.

Estamos vivendo uma situação onde o senso de coletividade, a prevenção e conscientização são fundamentais. Em momentos como esse, a informação não tem preço. Por esse motivo o jornal O Estado está liberando o acesso gratuito a todo o seu conteúdo. Fique em casa e bem informado. Leia O Estado.

Já tenho cadastro

entrar

Ainda não tenho cadastro

Cadastre-se

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte