Esporte | Covid-19

"Efeito coronavírus" já causou 14 dispensas no elenco do Sampaio

Ídolo da Bolívia Querida em campanhas de acessos, o meia Eloir foi o último a deixar o clube, que alega crise por causa da pandemia
Eduardo Lindoso/ O Estado 18/05/2020 às 18h39
"Efeito coronavírus" já causou 14 dispensas no elenco do SampaioEloir deixou o Sampaio de forma amigável, segundo o clube em nota divulgada (Eloir H)

SÃO LUÍS - O “efeito coronavírus” no Sampaio tem sido grande. Alegando crise financeira por causa da paralisação das atividades por conta da pandemia, a diretoria do clube anunciou, no início desta semana, a sua 14ª dispensa no elenco. Trata-se do ídolo Eloir, 32 anos, um dos principais nomes da ascensão histórica do clube no Campeonato Brasileiro entre os anos de 2012 a 2014. Segundo um texto publicado no Instagram do clube, a decisão foi tomada “de forma amigável” e “devido à incerteza com a pandemia”. O goleiro Moisés e o meia Neto haviam sido desligados dias antes.

Com a saída de Eloir, destaque da Bolívia Querida nas campanhas dos acessos do cube da Série D para a Série C, em 2012, e da Série C para a Série B, em 2013, o grupo já perdeu 14 atletas ao todo. O goleiro Andery, destaque na campanha do título da Copa do Nordeste, em 2018, foi outro ídolo boliviano que deixou o grupo durante este período de paralisação.

Além de Andrey e Eloir, deixaram o Sampaio também Neto (meia), Moisés (goleiro), Victor Lube (goleiro) Thiago Duchatsch (zagueiro), Kellyton (lateral), Abuda, Ramon, Everton Dias e Ricardo Capanema (volantes), Matheus Steinmetz (atacante), Everton Silva (lateral) e Valdo Chaveirinho (atacante).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte