Alternativo | Em Amor de Mãe

Pandemia de Covi19 será debatida em novela das 21h

Tema será abordado através do ambientalista Davi, interpretado por Vladimir Brichta
11/05/2020 às 12h08
Pandemia de Covi19 será debatida em novela das 21hVladimir Brichta interpreta Davi (Divulgação)

SÃO PAULO- O “Cinejornal”, atração do Canal Brasil, traz uma entrevista especial com Vladimir Brichta na próxima terça, dia 12, às 23h30. Na conversa com Simone Zuccolotto, o ator, que estava no ar em “Amor de Mãe” quando as gravações precisaram parar por conta do coronavírus, revela que a pandemia será abordada na volta da novela: “A temática da Covid-19 vai aparecer na ‘segunda temporada’ e meu personagem vai debater sobre o que está acontecendo. É uma novela contemporânea, né?", diz.

Ele conta ainda que, durante a quarentena, tem lido muitos livros e indica as últimas séries que assistiu. Vladimir fala também sobre a nova rotina com a família imposta pelo isolamento social: “A gente reaprendeu a dinâmica de dentro de casa. Eu coloquei um foco e a gente tem uma rotina: tem a hora de estudar, tem a hora de ocupar o tempo com as crianças, com a Adriana (Esteves), minha esposa, e assim fica mais fácil entender tudo isso”.

Os novos projetos de Brichta no cinema também estão na pauta da entrevista. “Alemão 2”, que tem previsão de estreia para agosto, traz como foco principal a falência das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) no Rio de Janeiro nove anos após a operação policial que prometia trazer paz ao Complexo do Alemão. O ator interpreta o policial civil Machado: “Num primeiro momento, a gente mostra como estão as ocupações hoje em dia. Era um projeto político e foi abandonado, assim como toda a população das favelas. Num segundo momento, a gente quer discutir a segurança pública, esse assunto não está esgotado”.

Ao “Cinejornal”, Vladimir lamenta ainda a morte do amigo Flávio Migliaccio, com quem contracenou durante cinco anos na série “Tapas & Beijos”: “Tenho uma profunda admiração por ele. Tem atores que trabalham para terminar logo a cena, ele queria ganhar a cena. Com 80 anos, ele ganhava a cena".

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte