Feminicídio

Homem que matou jovem na Liberdade é condenado

Júlio César foi sentenciado a 18 anos e 5 meses em regime fechado, em julgamento ocorrido ontem, no Fórum Sarney Costa

Nelson Melo

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h21
Júlio César simulou suicídio após matar Simone Regis
Júlio César simulou suicídio após matar Simone Regis (júlio)

SÃO LUÍS - Em sessão ocorrida no Fórum Desembargador Sarney Costa, na capital maranhense, nessa quinta-feira, 19, o réu Júlio César dos Santos Arouche, de 48 anos, foi condenado a 18 anos e 5 meses de prisão, em regime fechado, por ter matado Simone Regis Sales Nogueira, 28, no bairro da Liberdade, em São Luís. O feminicídio aconteceu no dia 8 de dezembro de 2017, na rua onde a vítima residia. O acusado estava preso desde a data do homicídio.
O julgamento foi presidido pelo juiz Gilberto de Moura Lima, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. A sessão começou por volta das 8h30. Os jurados reconheceram as qualificadoras por motivo torpe e feminicídio. O juiz Gilberto de Moura Lima manteve a prisão do acusado. A leitura da sentença aconteceu por volta das 12h40.

O crime
Na noite do dia 8 de dezembro de 2017, por volta das 19h35, Simone Regis Sales Nogueira foi morta na Travessa Augusto de Lima, no bairro da Liberdade

Ele ainda tentou se matar ao cortar sutilmente o pescoço, sendo levado ao Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1). Depois de receber alta, foi encaminhado à SHPP e depois ao presídio. Conforme denúncia do Ministério Público, o autor do crime seguiu a vítima até o bar, onde Simone estava comprando cervejas. Ela foi surpreendida pelo ex-marido, que aplicou os golpes de faca. Júlio César, como a guarnição do 9º BPM verificou, estava sob efeito de bebida alcoólica.

O ex-companheiro da vítima alegou que não aceitava o rompimento da relação entre ambos. Eles estavam separados há um mês antes do crime, mas moraram juntos durante três anos. Um familiar de Simone disse na SHPP que Júlio César a perseguia diariamente, sempre fazendo ameaças.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.