Alternativo | Literatura

Encontro de escritores na Feira do Livro

O encontro da UBE será realizado nos dias 12 e 13 de outubro, no Multicenter Sebrae. O ex-presidente da entidade esteve recentemente em São Luís para uma visita e encontro com outros escritores.
Nelson Melo02/10/2019
Encontro de escritores na  Feira do Livro Elias Azulay e Alexandre Santos (De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS- Durante a 13ª Feira do Livro de São Luís (13ª FeliS), que será realizada neste mês, a União Brasileira de Escritores no Maranhão (UBE/MA) fará um encontro nacional, nos dias 12 e 13 de outubro. Está sendo aguardada a presença de autores de estados como Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro. Será o segundo evento da entidade com essa abordagem na capital maranhense, sendo que o primeiro ocorreu em 2018 . O ex-professor universitário Elias Azulay, presidente da UBE/MA, está à frente da organização.

O “II Encontro UBE de Escritores e Leitores Maranhenses” será realizado no Multicenter Sebrae, no Auditório Aluísio Azevedo, sendo que tem o apoio de algumas instituições, como a Universidade Federal do Maranhão (Ufma) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Ifma). No dia 12 de outubro, a partir das 14h, ocorrerá o credenciamento. A sessão de abertura acontecerá pouco depois, por meio de autoridades e dirigentes de entidades literárias.

A palestra “Os eventos literários nos municípios maranhenses” será proferida por volta das 15h20, sob a coordenação do escritor Antonio Noberto, presidente da Academia Ludovicense de Letras (ALL), tendo como debatedores Francisco Batalha, Fátima Travassos, Cesar Brito e Hélio Ricardo. Na sequência, ocorrerá a mesa redonda “A UBE e as entidades literárias maranhenses”, sob a coordenação de Daniel Blume (UBE/RJ). A participação ficará por conta de Edson Mendes (UBE/PE), Lourival Serejo (UBE/SP), Elias Azulay (UBE/MA) e Álvaro Castro.

“Nós vamos aproveitar a próxima Feira do Livro de São Luís para realizarmos uma programação sobre a contribuição da UBE para a literatura. Aí, iremos reunir escritores em um encontro nacional. Escritores de todo o Brasil vêm ao evento. Vem escritor de São Paulo e do Rio de Janeiro. Pernambuco também já confirmou presença. Haverá uma mesa, onde casa uma dessas personalidades falará sobre a UBE de seus estados, incluindo a do Maranhão”, esclareceu o pernambucano Alexandre Santos, ex-presidente da UBE. Segundo ele, que é coordenador da Câmara Brasileira de Desenvolvimento Cultural, também no dia 12, serão realizados lançamentos de livros e apresentação de obras inéditas.

Já no dia 13, ocorrerá o painel temático “O escritor maranhense em busca da publicação de sua obra em periódicos e livros”, sob a coordenação de Ceres Costa Fernandes, da Academia Maranhense de Letras (AML). Por volta das 16h30, outro painel acontecerá, sendo denominado “A Saga histórica dos escritores maranhenses no cenário nacional”. Este será coordenado por José Augusto S. Oliveira, do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM). O encerramento do encontro da UBE será à noite, perto das 20h30, com agradecimentos, entrega de certificados e lançamento do “Encontro Nacional de Escritores 2020”.

Conforme o escritor Elias Azulay, há um projeto de publicação de um livro a partir das palestras desse evento da UBE na Feira do Livro de São Luís. E, para o próximo ano, está sendo planejado um encontro internacional de escritores na capital maranhense. “Será na semana que abrange o Dia Mundial do Livro, que é no dia 23 de abril. Importante destacar que a UBE no Maranhão vai completar um ano. A entidade foi lançada em novembro de 2018 durante a Feira do Livro de São Luís. Agora, estamos na fase de consolidação”, afirmou o ex-professor da Ufma.

O ex-presidente da UBE Alexandre Santos compreende essa consolidação como um grande desafio, uma vez que o Maranhão possui grandes poetas e grandes escritores. “Quando a UBE decidiu fazer esse plano de expansão pelo Brasil, nós tivemos a grata satisfação de encontrar o professor Azulay, que teve a incumbência de organizar a UBE no Maranhão. São tantas facetas que a literatura maranhense tem, que conciliar todas elas em uma entidade não é tarefa fácil”, pontuou ele.

A UBE

A União Brasileira de Escritores é a mais antiga associação de escritores do Brasil. Criada em 17 de janeiro de 1958, resultado da fusão da Sociedade Paulista de Escritores com a Associação Brasileira de Escritores (ABDE), teve como primeiros e principais líderes Sérgio Milliet e Mário de Andrade. Foi presidida por nomes como Paulo Duarte, Mário Donato, Mário da Silva Brito, Afonso Schmidt, Raimundo de Menezes, Fábio Lucas e Ricardo Ramos.

Ingressaram, desde sua fundação, mais de 3.700 escritores de todo o Brasil. Tem como objetivos principais discutir políticas culturais que atendam os interesses dos associados e defender seus interesses em todas as manifestações literárias, em poesia e prosa. Defendendo a recuperação da relevância da entidade em temas fundamentais da política cultural, a nova diretoria já está participando ativamente das discussões da nova Lei de Direito Autoral e planeja eventos de debates literários para breve.

A primeira iniciativa da nova diretoria foi a criação do Conselho Nacional dos Escritores do Brasil, do qual constam nomes como Lygia Fagundes Telles, Ruth Guimarães, Cícero Sandroni, Milton Godoy Campos, Carlos Frydman, João Mereilles Câmara, Samuel Pinheiro Guimarães e Luiz Alberto Muniz Bandeira. O conselho é coordenado pelo ex-presidente da UBE, escritor Levi Bucalem Ferrari.

“A UBE completou recentemente 60 anos. Ela foi criada em 1958 vindo da ABDE. Escritores de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco decidiram criar uma entidade nacional , que é a UBE. O formato não era o formato da ABDE. O professor Azulay já está estruturando a UBE no Pará. A gente está cada vez mais uniformizando a abordagem da questão do livro e da leitura no Brasil”, assinalou Alexandre Santos, que esteve recentemente em São Luís para uma visita e encontro com outros escritores locais.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte