Cidades | calamidade

Condição de rua da Cidade Operária impede acesso de transporte público

Buraqueira e lama afetam tráfego de veículos; moradores enfrentam obstáculos e têm de lidar, diariamente, com falta de estrutura
Monalisa Benavenuto25/06/2019

SÃO LUÍS - A rotina dos moradores da Rua 101 – unidade 101, no bairro Cidade Operária, não é mais a mesma há, pelo menos, um ano. Isto porque a via, que dá acesso a hospitais da rede pública de saúde, municipal e estadual, encontra-se intrafegável. Sem nenhum asfalto, tomada por buracos e lama, nem mesmo os ônibus pertencentes às linhas que atendiam a região utilizam da rota de antigamente. População relata prejuízos, indignação e cobra intervenção da Prefeitura de São Luís para sanar os problemas.

De um lado a outro da via, o cenário é o mesmo. Sem pavimentação asfáltica, o estado da rua fica ainda mais caótico durante os dias de chuva, quando a água fica em possada nos vários buracos e a região se transforma em um verdadeiro lamaçal, criando obstáculos para quem costuma transitar pelo local, onde até mesmo o transporte coletivo já deixou de circular, como declarou um morador.

“A situação da rua é assim há quase um ano. Nem mesmo os ônibus que antes passavam por aqui, passam mais. O ônibus Socorrão, por exemplo, passava por essa rua, mas deixou de passar há algum tempo. Antigamente, eu pegava ônibus na porta de casa, mas agora a situação ficou bastante complicada. Já presenciei até algumas pessoas caindo nesses buracos”, contou Carlos Alberto Bezerra, de 67 anos.

A Prefeitura de São Luís foi contatada para se posicionar quanto a situação infraestrutural da rua, bem como o porquê da mudança de itinerário dos ônibus que antes circulavam pela via, mas até o fechamento desta edição não se manifestou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte