Geral | Medicina

Debate multidisciplinar sobre hipertensão arterial no I Ciclo da Saúde UNDB

Profissionais de diversas áreas palestraram sobre o tema em ampla reciclagem acadêmica
Daniel Matos13/05/2019 às 11h58
Debate multidisciplinar sobre hipertensão arterial no I Ciclo da Saúde UNDBO Prof. Dr. Paulo de Tarso Silva Barros, farmacêutico, que palestrou sobre “O Tratamento Medicamentoso da Hipertensão” (Divulgação)

No último sábado (11.05) a UNDB Centro Universitário promoveu o I Ciclo da Saúde da UNDB; evento multidisciplinar que teve como tema central “Hipertensão Arterial Sistêmica: Uma Abordagem Multidisciplinar”.

O Ciclo foi uma promoção conjunta dos cursos de Nutrição, Farmácia, Fisioterapia, Biomedicina e Odontologia da instituição. E contou com alguns dos mais importantes profissionais da área da saúde como palestrantes convidados: Márcio Barbosa (cardiologista); Gustavo Silva (fisioterapeuta);Paulo de Tarso (farmacêutico); Luciana Dias (nutricionista) e Cícero Newton (cirurgião dentista).

Vale lembrar que, segundo pesquisas nacionais, as doenças cardiovasculares foram a primeira causa de hospitalização no setor público brasileiro, e responderam por 17% das internações de pessoas com idade entre 40 e 59 anos; e 29% daquelas com 60 ou mais anos. E tudo isso poderia ser evitado à partir do controle da pressão arterial e da adoção de um estilo de vida mais saudável. Mas para isso, a conscientização da população através da informação é fundamental, assim como a ação integrada de diversos profissionais da saúde, como mostrou esse evento.

“O nosso evento ''Ciclo de Palestras em Saúde´ deu início a vários estudos que tratarão importantes temas da saúde de forma mais profunda e com uma visão ampla através da abordagem multidisciplinar. Nesse primeiro evento, cujo tema foi a hipertensão arterial sistêmica, convidamos profissionais renomados em suas respectivas áreas para oferecer aos nossos alunos conhecimentos mais profundos e boas práticas na abordagem completa e eficiente do paciente hipertenso. Acreditamos que isso fará toda a diferença quando esses alunos chegarem ao mercado de trabalho”, explicou a profa. Samira Abdalla, Coord. dos Cursos de Biomedicina e Farmácia da UNDB e uma das organizadoras do Ciclo de Saúde UNDB.

O cardiologista Márcio Barbosa é Chefe do Setor de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista do UDI Hospital e como palestrante convidado, elogiou a iniciativa da UNDB:
“Eventos como esse são relevantes para a preparação dos futuros profissionais da área de saúde; achei a iniciativa da UNDB fantástica e o Ciclo de Saúde nos proporcionou uma possibilidade excelente de interação com os acadêmicos. Conhecimento nunca é demais, e acho muito importante essa troca entre profissionais e alunos”, destacou o cardiologista.

A Aluna do curso de Biomedicina da UNDB Natália Pedroso possui parentes hipertensos e sabe que precisa cuidar desde cedo da sua saúde para evitar que a doença se instale. Mas além de usar os conhecimentos do evento para si, ela vai aproveitar os novos conhecimentos para produzir um artigo acadêmico:

“Foi muito bom ter tido essa oportunidade pois estou produzindo um paper (artigo) sobre o tema da hipertensão arterial. Vou usar a minha avó que sofre da doença como personagem de investigação e com os conhecimentos teóricos aprendidos hoje nesse evento, vou ampliar meu estudo nessa matéria tão importante, pois trata-se de uma doença que acomete milhões de pessoas, mas que pode e deve ser evitada”, disse a aluna da UNDB.

O fisioterapeuta Gustavo Silva lembrou da importância da prática regular da atividade física, tanto para prevenir, quanto para tratar a hipertensão arterial:

“O sedentarismo é uma das principais causas da hipertensão. A prática de exercícios físicos regulares é fundamental no combate e prevenção da doença, mas ser feitos sob a orientação de fisioterapeutas ou de profissionais de educação física, e quando bem executados essa prática pode reduzir a pressão arterial em até 10 milímetros, de forma segura. E mais, ajuda na diminuição do colesterol e dos triglicerídeos, além de promover o aumento do HDL (colesterol bom). Por tudo isso, o exercício físico é fundamental para quem quiser ter uma vida saudável”, destacou o fisioterapeuta.

Ele lembrou ainda, que a frequência dos exercícios aeróbicos – natação, corrida, pedalada, caminhada, dança entre outros – deve se dar entre 3 a 5 dias por semana; e já os exercícios de força e carga (levantar peso) devem ser executadas entre 2 a 3 vezes por semana e são atividades consideradas complementares.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte