Geral | Acidente

Empresa que transportava Boechat não podia fazer táxi aéreo, diz Anac

Agência diz que aeronave só podia prestar serviços de reportagem aérea; Anac abriu procedimento administrativo para apurar o tipo de transporte que estava sendo feito
12/02/2019

SÃO PAULO - A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) afirmou que o helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera na tarde desta segunda-feira (11), em que o jornalista Ricardo Boechat e o piloto Ronaldo Quattrucci morreram, não podia fazer táxi aéreo, mas sim prestar serviços de reportagem aérea. A agência abriu procedimento administrativo para apurar o tipo de transporte que estava sendo feito.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte