Polícia | Estupro de vulnerável

Polícia procura idoso por abuso sexual contra criança em Ribamar

Caso foi registrado na Vila Flamengo, em São José de Ribamar; em Barra do Corda crime foi registrado com a prisão de um acusado de violentar uma criança
Daniel Júnior 10/01/2019
Polícia procura idoso por abuso sexual contra criança em Ribamar Idoso que está sendo procurado por crime de abuso sexual contra criança (Reprodução/TV Mirante)

São Luís - A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) instaurou um inquérito para investigar um caso suspeito de pedofilia registrado, por meio de um vídeo, em uma residência no bairro da Vila Flamengo, em São José de Ribamar, na Grande São Luís. Nas imagens, é possível vê um idoso abusando sexualmente de uma menina. O vídeo começou a circular nas redes sociais no início deste mês.

O idoso, ainda não identificado, está sendo procurado. De acordo com informações da DPCA, a menina realizou exames para com confirmar se o ato foi consumado e há quanto tempo ocorria a situação. O flagrante foi feito por uma pessoa que preferiu não se identificar. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu no último sábado, 5, e parentes da vítima denunciaram o caso na DPCA.

De acordo com o defensor público Joaquim Gonzaga Neto, é importante formalizar a denúncia desses casos. “Para todos os efeitos, o que a gente vê no vídeo é um estupro de vulnerável e que deve ser apurado pela polícia, que deve resultar em uma ação penal contra esse idoso. Quando a mãe, parente ou vizinho tomar conhecimento de violência sexual, psicológica ou física contra uma criança ou adolescente, há a obrigação de denunciar sob pena, inclusive, de ser responsabilizado”, afirmou o defensor público.

Barra do Corda:

Um indivíduo identificado como Assueres Pessoa da Silva, de 25 anos, foi preso ontem, por meio de um mandado de prisão preventiva, também, por suspeita de crime de estupro de vulnerável. De acordo com a polícia, Assueres é suspeito de ter tido relações sexuais com uma criança de 11 anos de idade, filha de um casal o qual ele convivia como se fosse da família.

O mandado de prisão foi expedido pela Comarca de Pedreiras, após representação da Polícia Civil na cidade. A prisão ocorreu por meio da Delegacia de Barra do Corda.

Dados:

O Maranhão registrou 506 denúncias de abuso sexual contra crianças e adolescentes, no período de janeiro a julho de 2018. Os dados foram contabilizados e divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA). De acordo com o órgão, as denúncias passaram acontecer mais, após ações de conscientização sobre o tema, que afeta o psicológico e o convívio social das vítimas dessa violência.

Denúncias:

As denúncias de abuso sexual contra menores de idade podem ser realizadas em São Luís e no interior do Estado, por meio do telefone Disque 100 – uma plataforma que funciona 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todos os municípios por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular).

Na capital maranhense, as denúncias também podem ser formalizadas presencialmente na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DP CA), na Rua Coelho Neto, no Centro, próximo à Praça Maria Aragão.

Confira dez sintomas que apontam que a criança pode ser vítima de abuso sexual:

1 – Crianças extremamente submissas;

2 – Crianças extremamente agressivas e antissociais;

3 – Crianças com brincadeiras sexuais persistentes, exageradas e inadequadas;

4 – Crianças que frequentemente chegam muito cedo à escola e dela saem tarde (num esforço inútil de escapar da situação do lar);

5 – Crianças com fraco ou nenhum relacionamento com seus pares e com imensa dificuldade de estabelecer vínculos de amizade e com falta de participação nas atividades escolares e sociais;

6 – Crianças com dificuldade de concentração na escola;

7 – Crianças com queda repentina no desempenho escolar;

8 – Crianças com total falta de confiança nas pessoas, em especial nas pessoas com autoridade;

9 – Crianças com medo de adultos do sexo oposto ao seu;

10 – Crianças com comportamento aparentemente sedutor com pessoas adultas do sexo oposto ao seu

Casos:

No último dia 01 de novembro, a Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da Delegacia de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA), prendeu, na capital maranhense, em flagrante delito, Dimas Alves Coutinho, 58 anos de idade, pelo crime de estupro de vulnerável. De acordo com informações da polícia, a vítima do abuso tem 11 anos de idade. Após realização de perícia, constatou se a prática do estupro, sendo que Dimas é apontado como autor do delito. Após as formalidades legais, Dimas Alves Coutinho foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Suspeito de estuprar uma criança de sete anos de idade, Lucas Sousa dos Santos foi preso no mês de setembro de 2018, em São Luís, por meio de um mandado de prisão preventiva. A vítima foi encaminhada para o Hospital Materno Infantil, na capital, onde foi internada e recebendo atendimento médico. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Proteção da Criança e Adolescente (DPCA).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.