Polícia | Caso Bardal

Polícia tem 10 dias para apurar o esquema de Thiago Bardal

Os suspeitos de participação no esquema liderado pelo delegado, que foram presos durante a operação Jogo Duplo estão sendo investigada pela Seccor e Gaeco
Ismael Araújo30/11/2018

SÃO LUÍS - A Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP), tem o prazo de 10 dias para encaminhar ao Poder Judiciário o inquérito policial que está investigando o ex-superintendente estadual de Investigações Criminais, delegado Thiago Mattos Bardal, o investigador de Polícia Civil João Batista de Sousa e os advogados Wether Ferraz Júnior e Ary Cortez Prado Júnior. Eles são acusados de extorquir integrantes de organizações interestaduais especializadas em roubo a instituições financeiras.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.