Política | Denúncias

Denúncia esquenta disputa pela presidência da OAB

Candidato Carlos Brissac é acusado de ter sido beneficiado com contrato na gestão de Mário Macieira na Ordem; advogado nega acusação
14/11/2018

A menos de dez dias para a eleição, a disputa pela presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão (OAB-MA), foi sacudida por uma denúncia envolvendo o candidato Carlos Brissac, apoiado pelo ex-presidente Mário Macieira e pelo grupo do governador Flávio Dino (PCdoB).
Documentos, que surgiram nesta semana, apontam uma espécie de conluio entre Brissac e Macieira na gestão passada da Ordem.
Segundo o material, no dia 5 de dezembro de 2013 o escritório de Carlos Brissac assinou um contrato de R$ 125 mil com a OAB, na gestão de Mário Macieira. Pelo acerto, o advogado e seu sócio, ficariam responsáveis por “serviços jurídicos” da entidade.
O que chama atenção, no caso, no entanto, é a rapidez com que o contrato fora assinado. A documentação aponta que o escritório de Brissac foi contratado exatamente no mesmo dia da sua constituição, em dezembro daquele ano.
A reportagem apurou que o caso pode ensejar a abertura de sindicância contra a dupla Brissac/Macieira ainda antes da eleição deste ano.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte