Geral | Impasse

Rodoviários e SET terão nova rodada de negociação

Sindicato dos Rodoviários pede reajuste salarial de 12%, a inclusão de dependentes nos planos de saúde e entre outros benefícios; empresários se comprometeram ontem em apresentar uma nova proposta na próxima segunda-feira, 12
Daniel Júnior08/11/2018
Rodoviários e SET terão  nova rodada de negociaçãoNa rodada de negociação, ontem, empregados e empresários não chegaram a acordo (De Jesus)

SÃO LUÍS – Foi agendada para a próxima segunda-feira, 12, uma nova rodada de negociação entre o Sindicato dos Rodoviários e das Empresas de Transportes (SET). Durante rodada ontem, no Ministério Público do Trabalho (MPT), no Calhau, os empresários se comprometeram em apresentar uma nova contraproposta, em encontro na sede do SET, no Apicum, a partir das 14h.

Os rodoviários pedem reajuste salarial de 12%, a inclusão de dependentes nos planos de saúde e odontológico e aumento no valor do tíquete-alimentação. Até o momento não houve acordo entre as partes.

De acordo com o procurador Regional do Trabalho, Roberto Magno Peixoto Moreira, se até o dia 30 deste mês nenhuma das entidades se manifestar, o procedimento de mediação será arquivado. Além dos sindicatos, representantes do município de São Luís e da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) participaram da audiência ontem.

“O sistema de transporte de passageiros de São Luís está, literalmente, quebrado. Há um desiquilíbrio tarifário e a Prefeitura, que é responsável pelo setor, e nem a Agência de Mobilidade Urbana (MOB) não se posicionam. As empresas estão com muitas dificuldades para arcar com as suas obrigações e, neste momento, ceder um reajuste aos rodoviários, seria complicado. Há muitas irregularidades e o sistema de bilhetagem (responsabilidade da Prefeitura) é muito falho, como por exemplo, gente pagando meia passagem sem ter direito ao benefício. Quem paga a outra parte? O povo!”, exclamou o empresário Duarte Hermes de Carvalho, que estava representando o SET na audiência de mediação.

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda, anunciou, por meio de uma publicação na sua página pessoal, que não haverá aumento no valor da tarifa de ônibus. “Reajuste de salário dos trabalhadores do transporte é uma discussão entre os dois sindicatos”, no caso, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET).

Após o Sindicato dos Rodoviários realizar uma paralisação de advertência durante a manhã do dia 25 de outubro e sinalizar uma greve da categoria por tempo indeterminado, que seria desencadeada no dia 29 do mesmo mês, a primeira audiência de mediação entre a entidade e o SET, proposta pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), ocorreu na quarta-feira, 31, e foi, também, presidida pelo procurador Regional do Trabalho Roberto Magno Peixoto Moreira.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.