Economia | Estudo

Aviação agrícola tem impacto no campo

Documento revela que sem o setor aeroagrícola, Brasil poderia perder mais de 500 milhões de toneladas nas exportações de soja até 2022
03/07/2018

O estudo “Aplicação Aérea de Defensivos Agrícolas - impactos econômicos e sociais do banimento da atividade” estima que, caso não existisse a aviação agrícola, os prejuízos para o setor primário brasileiro seriam impactantes. As simulações mostram que até 2022 as perdas nas exportações de soja seriam da ordem de mais de 500 milhões de toneladas.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte