Cidades | Descaso

Revitalização de praça no Recanto dos Vinhais é paralisada

Obra foi orçada em mais de R$ 800 mil; população exige posicionamento do Governo
Daniel Júnior / O Estado31/01/2018

A obra de requalificação da Praça São João Batista, na Rua Rio Grande, no Recanto dos Vinhais, em São Luís, orçada em R$ 822.618,43, está paralisada. Os serviços no espaço público foram iniciados em outubro de 2017, e o prazo de conclusão, marcado para março deste ano, de acordo com uma placa que contém informações acerca da obra, que é uma parceria entre os governos do Estado e Federal, por meio do Ministério do Turismo.

Tapumes que foram instalados no canteiro de obras estão deteriorados e causando transtornos para moradores das redondezas. Uma barra, que era utilizada para partidas de futebol na praça, está no chão e inutilizada. De acordo com moradores, trabalhadores destinados para executar a obra foram à praça até dezembro de 2017 e não retornaram mais.

“Tenho muito cuidado ao passar por aqui, principalmente à noite, porque a praça ficou muito esquisita e a iluminação é baixa. Antes, os meninos até jogavam bola, mas com essa situação que está ficou complicado. Disseram que iriam deixar a praça bem legal e construir uma quadra, mas até agora nada. Já vi uma equipe trabalhando aqui. Porém, não voltou mais”, relatou a aposentada Ana Alice Mendes Ferreira, de 57 anos.

A cabeleireira Emília Pereira, de 46 anos, reclamou do descaso e exige um posicionamento. “É muito difícil para a gente aqui, porque está muito deserto. Essa praça está com a iluminação muito baixa. Queremos um posicionamento. A última vez que vieram aqui foi em dezembro. Antes, daqui de casa eu via até a igreja que há ali na frente. Agora, com essas tábuas na frente, não vejo mais”, ressaltou Pereira.

A vegetação alta também foi outro problema constatado no ambiente público abandonado.
Sobre a paralisação da obra de revitalização da Praça São João Batista, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), informou, em nota, que o impasse está sendo causado por falta de repasses de recursos do Governo Federal.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte