Geral | Na cidade de Floriano, no Piauí

PRF prende homem transportando pássaros silvestres ilegalmente

Segundo o motorista que transportava os animais, os mais de 1.200 pássaros silvestres eram oriundos da cidade de Barão de Grajaú, no Maranhão
Oestadoma.com, com informações da PRF-PI18/08/2017 às 10h35

FLORIANO (PI)- No fim da noite dessa quinta-feira (17), policiais rodoviários federais prenderam, na cidade de Floriano, no Piauí, um homem transportando mais de 1.200 pássaros silvestres de maneira ilegal, os quais seriam oriundos da cidade de Barão de Grajaú, no Maranhão.

A PRF-PI encontrou uma grande quantidade de pássaros silvestres sendo transportados em condições degradantes.

Segundo a PRF-PI, os agentes abordaram um veículo Fiat/Uno Vivace, o qual era conduzido por um homem que não teve a identidade divulgada. Ao fiscalizar o interior do veículo e o porta-malas, os policiais encontraram uma grande quantidade de pássaros silvestres da fauna brasileira sendo transportados em condições degradantes.

Animais estavam dentro de um veículo Fiat/Uno Vivace.

O motorista do veículo afirmou que, aproximadamente, 1.200 aves estavam sendo transportadas, e a maioria eram da espécie Sporophila Nigricollis (papa-capim), além de haver uma unidade da espécie Cacicus Cela (xexéu).

Aos policiais, o condutor afirmou que os pássaros estavam sendo conduzidos de Barão de Grajaú, no Maranhão e seriam vendidos em fazendas no município de Regeneração, no Piauí.

Animais seriam oriundos da cidade de Barão de Grajaú.

ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil de Floriano (PI), para que sejam tomadas as medidas legais cabíveis. Sendo que o motorista do veículo foi enquadrado no Art. 29 da Lei 9605/98, a qual determina que é crime “matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente”.

Já os pássaros, serão entregues ao Ibama para que retornem ao habitat natural de forma segura.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte