Cidades | Entupimento

Galerias entupidas provocam alagamentos

Situação foi observada nas avenidas dos Africanos e dos Franceses e na Rua 5 de Janeiro, na Jordoa; descarte irregular de lixo e entulhos causam transtornos
20/04/2017
Galerias entupidas provocam alagamentosCom Av. dos Franceses alagada, pessoas ficaram ilhadas em parada (Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Toda vez que chove, problemas na infraestrutura em São Luís são evidenciados, e um deles é o entupimento das galerias pluviais, o que faz com que não haja o escoa­mento da água e ela fique empoçada. Foi o que aconteceu ontem, em algumas avenidas de grande circulação.

Na Avenida dos Africanos, bastaram poucos minutos de chuva na manhã de ontem para a via fi­car alagada. O problema é antigo e a situação nunca foi solucionada pela Prefeitura.

Após o término da chuva, a água continuou empoçada ao lon­go de vários metros da Avenida dos Africanos. Boiando sobre ela, era possível observar uma grande quantidade de lixo e entulhos que vão sendo levados para as galerias e, consequentemente, causam o entupimento delas.

Os motoristas passavam com dificuldades pelos trechos alagados. Os motociclistas eram ainda mais prejudicados.

Transtornos
A água empoçada ao longo da via não causava transtornos apenas para os motoristas. Pedestres tiveram dificuldades para andar nas calçadas e, muitas vezes, ficaram “ilhados” sem terem para onde ir, a não ser que colocassem os pés na água.

Aliado ao entupimento das galerias existem também as deficiên­cias no sistema de drenagem da via, que também contribui para a água ficar empoçada por mais tempo. Comerciantes da região já estão acostumados com a água invadindo seus estabelecimentos.

Esse problema é mais visível na Avenida dos Africanos, mas não é exclusivo dessa via. Na manhã de ontem, O Estado passou pelo local e, após a chuva, a água ficou empoçada, alcançando inclusive as calçadas. Motoristas que estavam com os seus veículos tiveram dificuldades de entrar em seus automóveis.

Situação semelhante também foi observada na manhã de ontem na Rua 5 de Janeiro, no bairro Jordoa, próximo ao Centro de Hematologia do Maranhão (Hemomar), em que a água presa di­ficultava o trânsito ao longo da via. Em nota a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou que o sistema de drenagem urbana de São Luís é muito antigo e está subdimensionado. A Secretaria ressaltou que tem investido na ampliação do sistema de drenagem da cidade, com a construção de canais e galerias e a implantação de redes de escoamento superficial, priorizando áreas que apresentam inundações recorrentes durante o período chuvoso.

SAIBA MAIS

O descarte irregular de lixo contribui diretamente para o entupimento de bueiros e das galerias. Quando chove, esses materiais são levados com a força da água e, com o passar do tempo, se acumulam nos espaços e impedem o escoamento da água, causando assim o alagamento. É o trabalho da prefeitura limpar periodicamente as galerias, mas também é um dever do cidadão descartar o lixo nos locais apropriados para evitar transtornos.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte