Vida | Cuidados

Alerta para cuidados e prevenção de doenças de pele durante as férias

Uso do protetor solar é de fundamental importância, ele é um grande aliado e pode ajudar na prevenção das doenças como o câncer de pele
OESTADOMA.COM / com informações da assessoria09/01/2017 às 14h51
Alerta para cuidados e prevenção de doenças de pele durante as fériasCâncer de pele mais comum nos brasileiros, é o não-melanoma, ele é causado pela exposição solar sem proteção, e corresponde a 30% de todos os tumores malignos. (Reprodução / internet)

SÃO LUÍS - Com a chegada das férias, os moradores e turistas das cidades litorâneas aproveitam para se divertir nas belas e refrescantes praias, que neste período são é uma boa pedida para fugir das altas temperaturas e, consequentemente, do forte calor.

Mesmo com tudo de bom que um maravilhoso e refrescante banho de mar pode nos proporcionar, é muito importante ficar alerta com a exposição excessiva aos raios solares. O uso do protetor solar é de fundamental importância nessa hora, ele é um grande aliado e pode ajudar na prevenção das doenças de pele, como o câncer de pele.

O câncer de pele mais comum nos brasileiros, é o não-melanoma, ele é causado pela exposição solar sem proteção, e corresponde a 30% de todos os tumores malignos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Na rede pública estadual, a população pode contar com o acompanhamento médico regular, o que torna possível a prevenção ou, se for o caso, o tratamento dessa doença.

De acordo com dados, atualmente as doenças de pele atingem cerca de 15% da população maranhense. O médico dermatologista Eduardo Lago, alerta para o cuidado de manter os cuidados necessários antes da exposição da pele ao sol.

“A radiação ultravioleta é o principal fator responsável pelo câncer de pele, por exemplo. Por isso, indicamos que a exposição direta ao sol deve ser evitada. Quem mora em locais de temperatura elevada, precisa usar o filtro solar todos os dias e cultivar hábitos que reflitam ​a​ longo prazo. Se for aproveitar um lazer ao ar livre, é recomendável escolher um horário em que o sol não esteja intenso”, explicou o dermatologista.

Levantamentos do Inca, apontam que aproximadamente 175.760 novos casos de câncer de pele foram estimados para 2016-2017. Porém esse tipo de câncer possui 90% de chance de cura, quando diagnosticado logo no início e realizado o tratamento de forma adequada. “O surgimento de uma ferida que não cicatriza com facilidade, lesões com alteração de cor, ou com presença de vasos sanguíneos, ou qualquer manchinha diferente do que já viu no corpo, é necessário procurar o atendimento médico”, ressaltou Eduardo Lago.

Principais cuidados

Quando há exposição ao sol, a proteção é sempre a melhor opção. Por isso, use sempre chapéus, bonés, roupas com proteção UV e guarda-sol (feito de algodão ou lona, evitando barracas de nylon). É essencial o uso de filtro solar com, no mínimo, FPS 30, contra radiação UVA e UVB, no corpo e nos lábios. Reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, em todas as atividades de lazer ao ar livre. Eles ajudam a bloquear a ação dos raios solares. Também é importante a utilização de óculos escuros com filtro ultravioleta, que previnem lesões oculares.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.