Cidades | Violência

Sem documentos, corpo pode ser sepultado como indigente

Vizinhos e amigos de Xena procuram seus familiares desde o dia 10 de julho, para poder dar-lhe um sepultamento digno, mas sem identificação corpo segue no IML
05/08/2016

SÃO LUÍS - Um homossexual, conhecido como Xena, que morava na Travessa da Rua da União, no bairro Aurora, em São Luís, foi assassinado com um tiro na coxa, na madrugada do dia 10 de julho, no Conjunto Cohab Anil 3, nas proximidades da Avenida Jerônimo de Albuquerque. Sem família em São Luís, a vítima, que tinha aproximadamente seus 33 anos, passa, depois da morte, uma odisseia para conseguir ser sepultada.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte