Consumidor | Serasa

Número de inadimplentes no Maranhão aumenta 14,4%, mostra levantamento

Estados do Norte e Nordeste são os mais impactados com o aumento de negativados, segundo estudo feito por economistas da Serasa Experian
27/06/2016 às 13h58
Número de inadimplentes no Maranhão aumenta 14,4%, mostra levantamentoMaranhão registrou em março do ano passado 1.540,867 e 1.762,844 devedores este ano, no mesmo mês (Arquivo)

SÃO LUÍS - Estudo inédito feito pela área de Big Data e os economistas da Serasa Experian revela que o Maranhão teve um crescimento de 14,4% do número de inadimplentes comparando os meses de março de 2015 e de 2016. Os estados das regiões Norte e Nordeste são os mais impactados com o aumento de consumidores inadimplentes.

O estado registrou em março do ano passado 1.540,867 e 1.762,844 devedores este ano, no mesmo mês. O Acre foi estado com maior aumento de negativados neste ano, em relação ao mesmo mês de 2015, com 17,9%, chegando a um total de 249.156 consumidores com dívidas atrasadas.

O levantamento mostra que no Acre e nos demais estados da Região Norte, além do Distrito Federal, a queda da renda está diretamente ligada ao crescimento da inadimplência (quanto maior a queda da renda, maior o crescimento da inadimplência). Os números de rendimento são provenientes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Pnad Contínua - do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em segundo lugar no ranking de crescimento do número de inadimplentes entre março/2015 e março/2016 está a Bahia, com elevação de 15,9% no período, atingindo a marca de 4.333.517 pessoas com dívidas atrasadas. Neste caso, o impacto foi gerado pelo aumento do desemprego, fator que também impactou no crescimento da inadimplência nos outros estados da Região Nordeste, conforme mostra o gráfico abaixo (aumento do desemprego x aumento da inadimplência).

O Ceará tem a terceira posição na lista de estados com maior crescimento da inadimplência no comparativo interanual: 15,7% no período (2.258.480 pessoas no total). O Piauí (15,0%), o Maranhão (14,4%) e Sergipe (13,9%) vêm na sequência das maiores altas. Ou seja, dos cinco primeiros estados no ranking de aumento da inadimplência, quatro são da Região Nordeste.

Atualmente o Brasil possui cerca de 60 milhões de negativados, segundo dados da Serasa referentes a março. É a maior marca já registrada pela Serasa Experian desde que iniciou a medição, em 2012, quando pela primeira vez a inadimplência atingiu 50,2 milhões de pessoas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte