Copinha

Após título da Copinha, jogadores do Flamengo exaltam torcida

Rubro-negro bateu o Timão nos pênaltis em pleno Pacaembu e conquistou seu terceiro título da competição
Gazetapress 25/01/2016 às 14h50
Jogadores do Flamengo celebram título ainda no gramado do Pacaembu (Flamengo copinha )

SÃO PAULO - Após jogo emblemático no Pacaembu nesta segunda-feira, o Flamengo levou o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior ao vencer o Corinthians em cobrança de pênaltis. O time carioca saiu perdendo, e com dois gols em oito minutos conseguiu empatar a partida por 2 a 2 no tempo normal. Um dos principais responsáveis pela conquista, Matheus Trindade anotou o primeiro gol do Flamengo no tempo normal.

“Muito trabalho, muito comprometimento. Está todo mundo de parabéns. Não fiz o gol sozinho, o gol foi de todo mundo”, disse o volante.

Depois de um primeiro tempo arrasador do time do Corinthians, com o placar de 2 a 0, o jogo foi para o intervalo, e aí pesou a presença do técnico Zé Ricardo. Em entrevista ao SporTV, o comandante comentou sobre a situação que viveu dentro do vestiário.

“Procuramos passar tranquilidade para eles, pois não fizemos um primeiro tempo ruim, uma bronca poderia desestabilizá-los. Fizemos um movimento de troca pelo lado do campo, eles entenderam e vieram com um poder de superação muito grande”, disse o treinador.

Mesmo em um Pacaembu lotado de corintianos, a torcida do Flamengo apoiou o time carioca e incendiou o jogo. Autor do gol que fechou a cobrança de pênaltis, Patrick agradeceu o apoio dos rubro negros.

“A torcida veio de longe, e mesmo perdendo eles não desanimaram. Não desistimos e fomos campeões”, exaltou o jogador.

Outro que após a conquista dedicou o título aos torcedores foi Paquetá, atacante responsável por igualar o placar nas penalidades máximas.

“Sensação maravilhosa, sem palavras. Essa nação merece o título. Aqui é Flamengo”, finalizou Paquetá.

Com campanha invicta na Copinha e com a conquista do terceiro título do torneio para o Flamengo, muitos jogadores já são especulados como possíveis atletas do time profissional. Questionado sobre o futuro de seus jogadores, o técnico Zé Ricardo comentou.

“Acredito que a maioria deles não está preparada ainda, mas acredito que boa parte pode fazer parte do elenco e pontualmente fazer parte do time do Muricy. Estar e se manter na categoria profissional é um grande desafio”, finalizou o comandante.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte