Educação

Pesquisa aponta que 59% dos estagiários são a favor do uso do celular no ambiente de trabalho

Para investigar tal assunto, o Núcleo Brasileiro de Estágios perguntou a 11.187 estudantes brasileiros: o celular deveria ser liberado nas empresas?
Agência Brasil21/11/2015 às 08h30

BRASÍLIA - A utilização de telefones móveis ou tablets no horário de trabalho já causou e causa muita polêmica em vários estados. No Distrito Federal (DF), somente nos três primeiros meses desse ano, o Sindicato do Comércio Varejista recebeu 381 reclamações de empresários sobre o uso excessivo dos aparelhos tecnológicos, por parte de seus funcionários, durante o expediente. Para investigar tal assunto, o Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) perguntou a 11.187 estudantes brasileiros: o celular deveria ser liberado nas empresas? A pesquisa revela dados bem interessantes.

Para falar sobre a pesquisa o Revista Brasil entrevistou o coordenador de Comunicação do Nube, Rafael Oliveira.

Uso do celular no ambiente do trabalho

Rafael Oliveira conta que segundo pesquisa o uso do celular deve ser liberado, mas com ressalva:" a gente percebe o entendimento do estudante, já um pouco de orelha em pé, porque vê muitos amigos sofrendo rejeição no trabalho e em alguns casos sendo demitidos, seja por utilização do celular ou das redes sociais no horário de trabalho”, esclarece.

O coordenador explica que dos 11.187 estudantes entrevistados 40% acham que o correto seria o veto e 59% defendem a permissão total ou com ressalvas.
Ele explica que o trabalhador nas redes sociais e no celular tem que ter bom senso, equilíbrio e moderação na sua utilização.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte