Apoio

Colatina voltará a captar água do Rio Doce

"Mesmo voltando a captar, vamos monitorar a qualidade da água permanentemente”, informou o ministro Gilberto Occhi
Portal Brasil21/11/2015 às 02h00

O município de Colatina (ES) voltará a captar água do Rio Doce após a passagem da lama com rejeitos de mineração, a exemplo do que ocorreu em Governador Valadares (MG). A informação é do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. Ele visitou Colatina nesta sexta-feira (20) para acompanhar as ações de apoio à população e também sobrevoou a foz do rio.

“Os laudos ainda não ficaram prontos, mas análises de amostras já foram enviadas para a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa/MG). E hoje outra amostra será enviada para a empresa. Não posso afirmar, no entanto, que a captação será retomada nesse fim de semana”, afirmou o ministro.

De acordo com Gilberto Occhi, a captação da água do Rio Doce em Governador Valadares corresponde a 80% do total da cidade. O abastecimento local foi retomado após laudo da Copasa registrar que não há contaminação química que impeça a utilização dessa água para o consumo humano.

Além disso, amostras coletadas pelos pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e da Agência Nacional de Águas (ANA) no último sábado (14) apontam que não houve aumento na presença de metais pesados na água e nos sedimentos do rio.

“A tendência é que a lama vá diluindo e assente em determinado ponto. Mas, mesmo voltando a captar, vamos monitorar a qualidade da água permanentemente”, informou o ministro. Gilberto Occhi informou ainda que a Samarco Mineração manterá suas ações de apoio na cidade, independentemente da retomada da captação.

O ministro da Integração integrou uma comitiva formada pelo secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira, pelo presidente da Agência Nacional de Águas, Vicente Andreu Guillo, e por representante da Samarco Mineração.

Antes de Colatina, o grupo esteve em Governador Valadares. Nas duas cidades, se reuniu com as equipes envolvidas nas ações de minimização dos efeitos provocados pela lama. A viagem a Mariana (MG), inicialmente prevista no cronograma, foi cancelada em razão do mau tempo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte