Checagem

Ciro Gomes não declarou apoio a Bolsonaro; foto usada no Instagram é montagem

A foto original publicada nas redes sociais do pedetista mostra Ciro fazendo 1 em sua mão esquerda e 2 na mão direita.

Projeto Comprova

- Atualizada em 02/10/2022 às 15h32
O registro foi feito no debate presidencial da TV Globo.
O registro foi feito no debate presidencial da TV Globo. (divulgação / Comprova)

Falso

 É falsa a imagem que mostra o candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) fazendo o número 22 com as duas mãos - número que representa o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) na urna eletrônica. A foto original publicada nas redes sociais do pedetista mostra Ciro fazendo 1 em sua mão esquerda e 2 na mão direita, que representa o 12, seu número na urna.

Conteúdo investigado: Postagem no Instagram exibe foto do candidato à presidência Ciro Gomes fazendo número 22 com as mãos, ao lado do presidente Jair Bolsonaro. A publicação sugere que Ciro apoia a reeleição de Bolsonaro e traz a legenda “Até o Ciro é 22, e você aí com essa história de voto útil”.

Onde foi publicado: Instagram.

Conclusão do Comprova: É falso que o candidato à presidência Ciro Gomes tenha tirado uma foto fazendo o número 22 com as duas mãos, sentado ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL). A imagem, que circula nas redes sociais, foi manipulada para parecer que o pedetista apoia a reeleição de Bolsonaro.

A foto original foi publicada por Ciro no sábado (1º de outubro), em seu perfil no Twitter. Na publicação, ele aparece fazendo o número 1 com a mão esquerda e 2 com a direita, em referência ao seu número de identificação na urna.

O registro foi feito no debate presidencial da TV Globo, exibido ao vivo no dia 29 de setembro. Na ocasião, Ciro Gomes estava sentado ao lado de Jair Bolsonaro, como mostram imagens do estúdio da TV Globo publicadas pelo portal G1. Às vésperas das eleições, o candidato do PDT utilizou a foto para convocar o eleitor a “apertar o 12 e se livrar dessa polarização cheia de ódio, incompetência e ladroeira que está afundando o país”, como diz a publicação.

No Instagram, a montagem foi publicada por dois perfis em conjunto, que foram contatados pelo Comprova. No entanto, os usuários não responderam até a publicação desta checagem.

Para o Comprova, falso é qualquer conteúdo inventado ou que tenha sofrido edições para mudar o seu significado original e divulgado de modo deliberado para espalhar uma falsidade.

Alcance da publicação: Até o dia 2 de outubro, a imagem no Instagram tinha 64.068 curtidas e 1.898 comentários.

O que diz o autor da publicação: O Comprova entrou em contato com as duas contas que publicaram a imagem em conjunto no Instagram. No entanto, não houve respostas até o fechamento desta verificação.

Como verificamos: Inicialmente, buscamos nas redes sociais oficiais do candidato Ciro Gomes para tentar identificar a imagem original. A foto verdadeira foi encontrada no Twitter e no Instagram do pedetista. Além disso, a publicação foi repercutida em veículos de imprensa, como O Globo e Yahoo Notícias no sábado, 1 de outubro.

Foto original

A foto em que Ciro aparece fazendo o número 22 com as duas mãos, o que seria uma referência ao candidato Bolsonaro, é uma montagem. A imagem original foi publicada no Twitter do candidato pedetista no dia 1 de outubro às 9h. Na postagem, ele aparece ao lado de Jair Bolsonaro fazendo o número “12” com os dedos, número de identificação do seu partido, PDT. Na montagem, foi acrescentado um dedo a mais para forjar que Ciro Gomes teria feito o sinal em referência ao partido de seu concorrente na disputa presidencial.

O registro publicado por Ciro Gomes é do debate presidencial da TV Globo, que foi exibido em transmissão ao vivo no dia 29 de setembro. Na ocasião, Ciro Gomes ficou sentado ao lado de Jair Bolsonaro, como mostram imagens do estúdio da TV Globo publicadas pelo portal de notícias G1. A disposição dos candidatos no estúdio foi definida por ordem alfabética do primeiro nome. Da esquerda para a direita estavam Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PL), Padre Kelmon (PTB), Felipe D’Ávila (Novo), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União Brasil).

A imagem original foi reproduzida por portais de notícias como O Globo e Yahoo Notícias neste sábado, 1 de outubro.

Por que investigamos: O Comprova investiga conteúdos suspeitos que viralizam nas redes sociais sobre as eleições presidenciais, políticas públicas e a pandemia. Durante o período que antecede as eleições no Brasil, muitos conteúdos estão sendo divulgados com o objetivo de tumultuar o processo eleitoral e a escolha do eleitor. O vídeo aqui verificado apresenta uma informação falsa envolvendo o presidenciável Ciro Gomes. A população deve escolher seus candidatos com base em informações verdadeiras e confiáveis.

Outras checagens sobre o tema: Recentemente, o Comprova mostrou que o WhatsApp não está bloqueado e vídeo sobre decisão pedindo suspensão do aplicativo é de 2015; que apoiador que tirou foto com Bolsonaro em Garanhuns não é tio de Lula e que vídeo foi manipulado para mostrar Bolsonaro à frente em pesquisa do Ipec.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.