Aprovado

Maioria da bancada do MA votou a favor do piso nacional da enfermagem

Apenas Edilázio Júnior (PSD), Júnior Lourenço (PL), Pastor Gildenemyr (PL) e Zé Carlos (PT) ausentaram-se da votação.

Ipolítica, com Agência Câmara

- Atualizada em 05/05/2022 às 07h45
Projeto passou na Câmara com larga margem de apoio
Projeto passou na Câmara com larga margem de apoio (Wilson Dias / Agência Brasil)

BRASÍLIA - Dos 18 deputados federais do Maranhão, 14 votaram a favor do Projeto de Lei nº 2564/20, que cria o piso salarial de enfermeiros, técnicos de enfermagem e parteiras. A proposta passou na Câmara por 449 votos a 12.

Segundo registro da Casa, apenas Edilázio Júnior (PSD), Júnior Lourenço (PL), Pastor Gildenemyr (PL) e Zé Carlos (PT) ausentaram-se da votação.

Agora aprovado, o texto deve seguir para sanção presidencial, mas ainda depende de acordo sobre fontes de financiamento.

O projeto aprovado pelos deputados define como salário mínimo inicial para os enfermeiros o valor de R$ 4.750, a ser pago nacionalmente pelos serviços de saúde públicos e privados. Nos demais casos, haverá proporcionalidade: 70% do piso dos enfermeiros para os técnicos de enfermagem; e 50% para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.

O texto prevê ainda a atualização monetária anual do piso da categoria com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e assegura a manutenção de salários eventualmente superiores ao valor inicial sugerido, independentemente da jornada de trabalho para a qual o profissional tenha sido contratado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.