Associação do Ministério Público realiza debate

O Estado do Maranhão

- Atualizada em 27/03/2022 às 15h30

Apenas três dos seis candidatos ao Governo do Estado compareceram ontem a um debate promovido pela Associação do Ministério Público do Maranhão, na sede da entidade. Marcos Silva (PSTU), Raimundo Monteiro (PT) e Ricardo Murad (PSB) passaram quase duas horas mostrando suas propostas e respondendo a perguntas de um grupo de 25 promotores e procuradores.

A presidente da Ammpem, Maria de Fátima Travassos, disse que tanto a ausência dos candidatos e dos membros da instituição foi causada pelo período eleitoral. Ela lembrou que o próprio procurador-geral de Justiça, Raimundo Nonato de Carvalho, não pôde comparecer. “Os procuradores e promotores estão trabalhando nos últimos preparativos para as eleições. Os candidatos não vieram por causa de atropelos do período eleitoral. Eles devem ter priorizado outros dos inúmeros compromissos que têm”, justificou.

Durante o evento, os três candidatos presentes afirmaram que, caso sejam eleitos, vão lutar por um Ministério Público independente destinando uma maior dotação orçamentária à instituição. Ao falar de suas propostas, Raimundo Monteiro afirmou que vai investir pesado na agricultura e no combate ao crime organizado e ao narcotráfico. “O crime pequeno, de rua, é problema social”, disse.

Já Marcos Silva fez um histórico devastador do capitalismo afirmando que quase todos os problemas enfrentados no muno hoje decorrem desse sistema econômico. “Nossa preocupação é apresentar uma reflexão para o conjunto da sociedade. No Maranhão, queremos radicalizar a democracia com a criação dos conselhos populares”, afirmou.

O socialista Ricardo Murad disse que sua primeira missão será “criar uma projeto para o Maranhão e depois colocá-lo na cabeça dos maranhenses”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.