Operação Harpia

Operação da PF combate abuso sexual infantil; no MA é cumprido mandado de prisão

Mandados de busca e apreensão e de prisão foram cumpridos em diversos Estados do país.

Imirante, com informações da Polícia Federal

- Atualizada em 28/11/2023 às 08h49
A PF cumpriu um mandado de prisão em Caxias. (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

MARANHÃO - A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (23) a Operação Harpia no Maranhão e outros Estados, além do Distrito Federal. O objetivo, de acordo com a corporação, é prender ofensores sexuais de crianças e resgatar vítimas, “gerando maior impacto social e consequente atenção para a ocorrência desse tipo de delito”. 

Em Caxias, no Maranhão, a PF cumpriu um mandado de prisão em flagrante e um mandado de busca e apreensão.

A PF informou ainda que foram cumpridos, simultaneamente, mandados de busca e apreensão em 24 Estados e no Distrito Federal. Ao todo, até às 9h, haviam sido cumpridos 47 mandados de busca e apreensão e 27 prisões em todo o país. A ação está a cargo da coordenação de Repressão a Crimes Cibernéticos Relacionados ao Abuso Sexual Infantojuvenil. 

“Em tese, os investigados responderão pelos crimes de armazenamento, compartilhamento e produção de material de abuso sexual infantil e estupro de vulnerável”.

A operação é fruto de uma investigação iniciada na diretoria de Combate a Crimes Cibernéticos da PF que analisou notícias de crimes relacionadas ao abuso sexual infantojuvenil on-line. 

“Foram produzidos os relatórios de análise para que as unidades regionais da PF dessem prosseguimento às investigações, com o cumprimento das medidas cautelares no âmbito de uma operação em todo o Brasil.” 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.