Franceses

Professores farão passeio turístico no cemitério do Gavião

Eles desejam conhecer um pouco mais da história do Maranhão e da sua capital.
Na Mira, com informações da assessoria12/10/2019 às 11h30
Professores farão passeio turístico no cemitério do GaviãoO cemitour do Gavião foi criado em 2004 pelo turismologo, historiador e escritor Antonio Noberto, membro fundador da Academia Ludovicense de Letras (ALL). (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - Um grupo de professores franceses participará na manhã desta segunda-feira (14), a partir das 8h30, de uma edição do passeio turístico musicado no Cemitério do Gavião, em São Luís. O grupo, formado por professores de agronomia, trará experiências do país do Velho Mundo e levará as práticas exitosas implantadas na zona rural de São Luís e em outras partes do estado. Os franceses, que estão vindo para o Brasil em uma parceria com o Instituto Federal, ministrarão palestra no Campos do Maracanã/ Vila Esperança.

Eles desejam conhecer um pouco mais da história do estado e da sua capital, fundada por seus compatriotas em 1612 e, para isto, escolheram o Cemitour como ponto de partida, vez que o passeio conta a história de maranhenses que ajudaram a fazer a história da capital, do estado do Maranhão e do Brasil.

Na manhã de segunda-feira farão o passeio musicado (com flauta, violão e violino) e, à tarde, visitarão a Casa Huguenote Daniel de la Touche, que abriga o Museu da França Equinocial, cujo acervo mostra um pouco da presença francesa no Maranhão na virada dos anos mil e quinhentos para os anos mil e seiscentos.

O cemitério do Gavião foi inaugurado em 1855 e possui um grande acervo de artes tumulares realizadas por artistas do Brasil e da Europa. Além de incontáveis personalidades das letras, artes e da política, que se notabilizaram durante os séculos, a exemplo dos escritores e professores Aluisio de Azevedo, Sousândrade, Bandeira Tribuzzi, José do Nascimento Moraes, João Mohana, Jerônimo de Viveiros, Rosa Castro; artistas: Coxinho (fez o hino cultural do Maranhão), carnavalesco Joãozinho Trinta; política: Benedito Leite, Luiz Domingues, Maria Aragão, Epitácio Cafeteira...

O cemitour do Gavião foi criado em 2004 pelo turismologo, historiador e escritor Antonio Noberto, membro fundador da Academia Ludovicense de Letras (ALL), sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM), membro da Luminescence Academie Française (do Vale do Loire, na França) e membro fundador da Academia Vargem-grandense de Letras e Artes (AVLA). Os músicos que acompanham o passeio são do corpo docente da escola de música Lilah Lisboa.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.