Disco

Cantora maranhense Rita Benneditto grava CD com várias participações

"Encanto" será lançado no segundo semestre pela Biscoito Fino.
Pedro Sobrinho / Na Mira08/04/2014 às 09h03
Participação da cantora Rita Benneditto, no Festival Artes Públicas, na Praça da Harmonia, Gamboa, zona portuária do Rio de Janeiro. Foto: Pedro Sobrinho / Na Mira.

A cantora Rita Benneditto marcou presença no último sábado (5), no Festival Artes Públicas, na Praça da Harmonia, na Gamboa, zona portuária do Rio de Janeiro. Ela cantou e encantou a plateia com o seu magnetismo e musicalidade em uma iniciativa, itinerante, de artes integradas e louvável, cujo objetivo é contribuir para a ampliação do acesso aos bens culturais, aprofundar o debate sobre a ocupação dos espaços públicos e a elaboração de políticas para as artes, através da ocupação cultural e artística de praças. Além de cantar em espaço fechado, Rita mostrou que também sabe levar a arte aonde o povo está. E graças ao talento e o engajamento musical, tornou-se uma das 'artistas queridinhas dos cariocas'.

Aproveitamos o tempo livre dela antes da apresentação para um bate papo rápido. Indagada sobre o novo disco cujo o título é "Encanto", Rita disse que está no estúdio de gravação da Biscoito Fino desde a virada do ano, e felizmente, finalizou o novo álbum, o primeiro depois da mudança oficial do nome artístico, para "Rita Bennedito", adotado em 2012.

Bi Ribeiro, dos Paralamas do Sucesso, com Rita Benneditto, na gravação do CD Encanto. Foto: Divulgação.

Para quem ainda a conhecia como Rita Ribeiro, o novo cd, que vai se chamar "Encanto", deixa claro que Rita agora está em nova fase e com um projeto novo a caminho. Recém-chegada de uma apresentação no MIDEM, em Cannes (feira internacional da indústria da música) e de dois grandes shows no carnaval de Recife, Rita terminou de colocar voz no álbum “Encanto”, que tem produção musical de Felipe Pinaud e da própria Rita.

O CD, com previsão de lançamento para depois da Copa do Mundo (segundo semestre), conta com participações especialíssimas como as de Arlindo Cruz e Bi Ribeiro, dos Paralamas do Sucesso. Bi comparece com os músicos da banda Reggae B, que andava desativada, na nova versão para “Extra”, de Gilberto Gil.

O repertório traz a mistura musical que encantou o Brasil no show Tecnomacumba, há 11 anos sucesso absoluto por onde passa. Traz releituras e inéditas, como o samba "O Que é Dela é Meu", que ganhou de Arlindo Cruz, que também participa do disco tocando banjo e cantando com Rita, essa artista maranhense e brasileira, cheia de misticismo, mas que tem a música como a sua principal religião. Leia o Blog de Pedro Sobrinho.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.