Dicas

Veja oito formas de melhorar a autoestima em 2022

Dicas são da terapeuta tântrica e especialista em sexualidade, Talita Góis.

Na Mira, com informações da assessoria

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h43
Dados mostram que 84% das mulheres brasileiras procuram filtros nas redes sociais para melhorar a aparência e se encaixar em um padrão de beleza.
Dados mostram que 84% das mulheres brasileiras procuram filtros nas redes sociais para melhorar a aparência e se encaixar em um padrão de beleza. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - Todo mundo já ouviu falar de problemas de autoestima pelo menos uma vez na vida, mas você sabe o que realmente significa? Segundo a psicanálise, a palavra tem a ver com o desenvolvimento do ego, que pode gerar sentimento de superioridade e de inferioridade. Para se ter uma ideia, de acordo com um estudo realizado pela Dove, 84% das mulheres brasileiras procuram filtros nas redes sociais para melhorar a aparência e se encaixar em um padrão de beleza.

A terapeuta tântrica e especialista em sexualidade, Talita Góis, explica que as pessoas não precisam seguir nenhum padrão de beleza. "Precisamos entender que todo mundo tem uma beleza própria e que o mercado da beleza pode ser cruel porque eles querem vender. Costumo dizer que o Tantra salvou minha vida, na época que descobri a terapia ela me ajudou a enfrentar uma depressão profunda, me reconectar comigo mesma e ainda virou minha fonte de renda”, conta.

Abaixo, ela lista formas de melhorar a autoestima e começar 2022 com o pé direito:

1 - Faça Terapia: procurar qualquer tipo de terapia é essencial para se auto entender. Talita sugere a terapia tântrica. “Quando dizemos que o Tantra é terapêutico, dizemos que o seu próprio corpo ganha forças para se libertar daquilo que não é você, mas que por algum motivo você precisou se tornar. O Tantra é amor, é olhar para si com mais atenção, com mais compaixão“, explica a especialista.

2 - Busque o equilíbrio “Acho muito importante sempre ressaltar o quanto a prática do tantra vai muito além do que as pessoas realmente imaginam. A terapia tântrica busca o equilíbrio mental e psicológico e assim como muitas terapias, funciona para o relaxamento corporal e a libertação de acúmulos de tensões nos músculos”, diz.

3 - Procure hobbies que te alivie de certos traumas: “Os hobbies, também conhecidos como passa tempo, estimulam a concentração e o prazer auxiliando no autocuidado. O tantra, por exemplo, te leva a um caminho de incríveis e intensas descobertas.”, comenta a terapeuta.

4 - Saiba lidar com as suas feridas internas: “Uma forma valiosa para esse processo é não julgar e sim aprender a olhar para suas feridas e dores com um novo olhar, para que assim, uma nova experiência seja criada. Comece a se amar mais, entender a vida de uma forma diferente e dá início a uma jornada única onde todos os paradigmas são quebrados e a libertação se torna palpável e real”, revela Talita.

5 - Cuide mais de você mesmo: “Cuidar das pessoas ao nosso redor é de extrema importância, mas não se esqueça de cuidar de si mesmo, afinal o autoconhecimento pode te transformar por inteiro", conta.

6 - Cuidado com as redes sociais: as redes sociais, muitas vezes, podem afetar diretamente a autoestima das pessoas, no momento em que todo mundo posta sempre uma vida perfeita, afinal, quem vai querer mostrar os problemas da vida? "Por isso, meu conselho é não se iludir e achar que os influenciadores tem uma vida perfeita ou um corpo perfeito. Todos temos problemas e todo corpo é bonito, temos que entender isso e focar em atividades que nos fazem bem", pontua Talita.

7 - Pare de sentir culpa: uma das principais causas da autoestima baixa é o sentimento de culpa, seja por algo que já aconteceu ou que ainda está acontecendo. "É preciso se abraçar e se acolher e tentar eliminar esse sentimento de culpa e entender que somos seres humanos e podemos errar. É necessário enxergar o erro para conserta-lo", complementa a especialista.

8 - Entenda o que funciona para você: "O que você gosta de fazer nas horas vagas? Ir para academia, ver um filme, sair com os amigos? Não importa o que você goste de fazer, mas é importante entender e aceitar que precisamos de hobbies para levar uma vida mais leve e aumentar a autoestima. O Tantra, por exemplo, pode proporcionar sensações inéditas e ajudar uma pessoa no processo de aceitação", finaliza Talita Góis

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.