São João 2017

Arraial da Ilha anima o público no quinto dia com ritmos e dança

As comidas típicas, também, fizeram a alegria de quem foi passear.

Adriano Soares / Imirante.com

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h23

SÃO LUÍS – Em mais uma noite de festança, no Arraial da Ilha, a Banda do Bom Menino e o Grupo Baião de Seis fizeram a festa no palco do arraial mais arretado da cidade.

Comidas típicas

As comidas típicas são uma atração à parte. Foto: Cíntia Araújo/Imirante.com.
As comidas típicas são uma atração à parte. Foto: Cíntia Araújo/Imirante.com.

Torta de camarão, arroz de cuxá e o tradicional mingau de milho, foram os cargos chefes na barraca de comidas típicas montada ao lado do palco, na praça de eventos do Shopping da Ilha. Muitas pessoas deram uma parada para se deliciar com os principais pratos da culinária local. “A comida está muito boa. Eu estou gostando bastante do ambiente”, garante a assistente social Nádilla Matias.

A barraca fica à disposição do público até o último dia do arraial.

Banda do Bom Menino

Formada por crianças, adolescentes e jovens, a Banda do Bom Menino trouxe ao palco do arraial toda a afinação da orquestra, com seus instrumentos musicais de sopro e, também, matracas e pandeirões.

Banda do Bom Menino fez apresentação emocionante. Foto: De Jesus/O Estado.
Banda do Bom Menino fez apresentação emocionante. Foto: De Jesus/O Estado.

O repertório escolhido pela banda foi uma viagem aos clássicos do período junino nordestino, como Asa Branca, de Luíz Gonzaga e até mesmo, a toada Bela Mocidade, do Boi de Axixá.

O público se encantou com a apresentação da banda.

Orquestra levou repertório emocionante ao arraial. Foto: De Jesus/O Estado.
Orquestra levou repertório emocionante ao arraial. Foto: De Jesus/O Estado.

Grupo Baião de Seis

A segunda atração da noite foi o Grupo de Arte Maria Aragão (Camar), do bairro Cidade Operária, com o espetáculo Baião de Seis. A companhia, em sua apresentação, fez uma homenagem as danças populares da Região Nordeste do Brasil.

Grupo Baião de Seis homenageou danças nordestinas. Foto: De Jesus/O Estado.
Grupo Baião de Seis homenageou danças nordestinas. Foto: De Jesus/O Estado.

O grupo, que possui 16 anos de existência, é formado por jovens estudantes do Centro de Ensino Maria Aragão, escola da rede estadual de educação. A companhia é fruto de um trabalho de pesquisa da própria unidade de ensino e visa envolver os jovens com o mundo das artes.

Com cores irreverentes, o grupo faz um passeio histórico dos ritmos tradicionalmente nordestinos. Do cacuriá maranhense ao baião, passando pelo balaio, dança do côco, tambor de crioula, xaxado e quadrilha.

Atrações culturais rechearam a programação. Foto: De Jesus/O Estado.
Atrações culturais rechearam a programação. Foto: De Jesus/O Estado.

A diversidade de ritmos do Nordeste brasileiro foi bem explorado pelos integrantes da companhia. O público gostou do que viu.

Hoje a festança continua no Arraial da Ilha. Às 18h o grupo Piaçaba se apresenta e, logo em seguida, o Boi Pirilampo, mostra todo o seu gingado ao público no arraial da família, o mais arretado da cidade. O Imirante.com transmite tudo ao vivo. Não fique de fora. Veja a programação de hoje:

Quinta-feira (15)

16 h - Músicas Juninas e Brincadeiras com Claudinho Polary

17 h - Grupo Piaçaba

18 h - Boi Pirilampo

19 h – Apresentação de Dança Folclórica | Bodytech Academia

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.