Beatles

Rivalidade com John Lennon era “necessária”, diz Paul

Ex-Beatles falou sobre o caso durante uma entrevista.
Na Mira 01/10/2015 às 14h12

A rivalidade dentro de uma banda famosa é uma das coisas que chamam atenção do publico no meio musical. Não é necessário acontecer uma briga, mas apenas um conflito de ideias já deixa os fãs e a mídia em polvorosa. E foi o que aconteceu com Paul McCartney e John Lennon. Durante uma entrevista, Paul relembrou o caso. O conteúdo do bate papo sobre a banda está disponível no livro Conversations With McCartney, lançado esta semana nos Estado Unidos.

Segundo o músico, a rivalidade entre os dois continuou mesmo com término do The Beatles. Esse seria um dos motivos para Lennon à ativa, após cinco longe dos palcos.

“Eu vi um documentário sobre John e alguém dizendo que levou o meu disco para o John ouvir. Ele ouviu e disse ‘P…, o bastardo fez algo bom!Eu tenho que trabalhar!’ Ele foi inspirado a lançar o álbum Double Fantasy, em 1980, após ouvir a música Coming Up. Alguém mostrou a canção e ele se sentiu motivado. Adoro a ideia de que o incentivei a sair do marasmo”, declarou Paul.

Ele disse, ainda, que parte dos fãs viam a briga criativa como uma rivalidade muito forte, mas que ambos eram grandes amigos, até a morte de John.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.