Entrevista

Bell Marques comenta sobre Thaynara OG no Carnaval de Salvador

A maranhense foi recebida pelo baiano em seu bloco durante o Carnaval.
Na Mira24/03/2017 às 14h02

Um dos ícones do axé, o cantor Bell Marques apresenta-se hoje (24) em São Luís. O show será realizado no Rio Poty Hotel (Ponta d´Areia) e os ingressos estão esgotados desde a quarta-feira (22).

Apresentação será uma comemoração dos 40 anos de carreira do baiano que roda o Brasil com o projeto “Bell Marques – Só as Antigas”.

Em entrevista ao NA MIRA, Bell conta sobre a recepção que fez a maranhense Thaynara OG durante o Carnaval de Salvador e claro, os filhos e adianta todos os detalhes sobre o show que fará logo mais na capital maranhense.

1 – Parece que o reencontro com o Maranhão foi antecipado durante o Carnaval de Salvador. Como foi o encontro com a Thaynara OG, no Bloco Camaleão?

Foi muito bacana! Ela é uma querida, um sucesso, uma figura muito simpática, que conquista todo mundo. Foi um prazer tê-la comigo no Camaleão, no Carnaval de Salvador e espero que ela tenha se divertido como eu.

2 – Falando em Salvador, mais uma vez você se apresentou com os blocos (Vumbora e Camaleão) esgotados e vem sendo assim nas cidades que passa com o projeto “Bell Marques – Só as antigas”. Qual a receita para esse sucesso todo?

Eu acho que trabalho é sempre o segredo do sucesso e, ainda por cima, trabalhar com o que se gosta, fazendo o que se ama. Não existe mistério. É dedicação, entrega, muito trabalho.

3 – Seguindo o mesmo caminho do pai na música, os jovens Rafa e Pipo Marques representam hoje essa nova saga de cantores baianos que vem revolucionando o mercado. Você que tem hoje 40 anos de carreira, uma experiência com inúmeros carnavais, qual recado deixa aos cantores que estão começando hoje e tem o Bell como um ídolo?

Eu sempre digo a Rafa e Pipo, e isso serve pra todos os jovens artistas, que trabalhem muito, que se dediquem. O segredo é esse, não tem pra onde correr. Construir uma carreira vai muito além de ter um hit e pronto, depois sumir. Tem que se formar uma base, tem que se dedicar todos os dias, se entregar ao projeto. Aprendi isso nesses quase 40 anos de carreira. Trabalho, trabalho, trabalho.

4 – Quais os preparativos para o “Bell Marques – Só as antigas” em São Luís?

O processo de preparação pro show, por mais cansativo que seja, já que são muitas canções pra escolher e ensaiar, é muito encantador pra mim. É uma viagem no tempo, na minha história, nas minhas memórias. É um projeto muito emocionante pro público, que não ouvia algumas das músicas há muito tempo, mas é muito pra mim também, ter essa oportunidade de relembrar e reviver.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.