Coronavírus

"A gente está preso aqui em Portugal, sem conseguir retornar", diz maranhense

Médica Dayane Rodrigues voltaria nesta sexta (20) ao Brasil, mas o voo foi cancelado por causa do coronavírus.
Neto Cordeiro/Imirante.com19/03/2020 às 10h03

LISBOA (PORTUGAL) – Uma médica psiquiatra maranhense vive uma situação angustiante em Portugal, país europeu que anunciou, nessa quarta-feira (18), estado de emergência em razão do novo coronavírus.

Dayane Rodrigues chegou a Lisboa, capital do país, no dia 6 de março, e agora está “presa”, sem conseguir voltar para sua cidade de origem aqui no Brasil, São Luís (MA).

“Aqui ninguém sai e ninguém entra. A gente está preso aqui em Portugal, sem conseguir retornar. Estamos pedindo ajuda por que a gente passa o dia inteiro preso, de máscara, a contaminação aqui ‘tá’ muito grande”, relatou a médica ao Imirante.com.

Dayane Rodrigues não consegue retornar ao Brasil. Foto: Arquivo Pessoal.

O voo de volta para casa, pela Royal Air Maroc, estava previso para esta sexta-feira (20), mas há poucos dias, foi cancelado pela companhia. Dayane dirigiu-se até o aeroporto, mas foi impedida de entrar. “Eu estive já na embaixada, estava fechada. Estive agora no consulado, não fui recebida e vi um comunicado (…) e não atende ninguém”, contou.

O comunicado diz que o Consulado está atendendo, apenas, “casos de comprovada emergência e necessidade”, como turistas com passaporte extraviado, falecimento com repatriação de corpo e casos hospitalares de ameaça à integridade física.

Consulado está atendendo apenas situações emergenciais. Foto: Reprodução.

“A gente tava crendo que teria apoio na embaixada, mas não foi isso que eu encontrei. Eu me decepcionei”, disse Dayane, que quer voltar logo para perto dos quatro filhos.

Ela e outros brasileiros não sabem como serão os próximos dias, porque, segundo Dayane, estão faltando produtos nos supermercados e algumas farmácias fecharam. “Por enquanto estamos no hotel. Estamos comendo em restaurante. Mas na sexta-feira já acaba as nossas diárias e teríamos que viajar. Estamos comprando água e alimentos e deixando no hotel. Nos supermercados estão faltando coisas nas prateleiras. Farmácia não têm álcool em gel, não têm máscara, não têm luva (…). Muitas já até fecharam as portas”, contou.

Último levantamento mostra que Portugal tem mais de 600 casos de infecções do novo coronavírus confirmados e duas mortes.

Respostas

Em nota enviada ao Imirante.com, o Itamaraty informou que trabalha pelo retorno dos viajantes brasileiros. Veja abaixo:

Informamos que o Itamaraty – em Brasília e por meio das Embaixadas e Consulados no exterior – está trabalhando com total prioridade para viabilizar, em coordenação com outros órgãos, o retorno ao Brasil dos viajantes brasileiros que enfrentam dificuldades em países estrangeiros por restrições ligadas ao coronavírus.

Consulados e Embaixadas do Brasil permanecem à disposição para receber demandas dos brasileiros geradas por essa situação, sempre buscando prestar toda a assistência consular possível em cada caso concreto.

Recomenda-se a todos os cidadãos brasileiros no exterior que mantenham a serenidade e observem estritamente as medidas determinadas pelas autoridades locais, e que, se necessário, busquem contato direto com o Consulado ou Embaixada do Brasil responsável pela região onde se encontram.

Ressalta-se que nenhuma Embaixada ou Consulado brasileiros encontra-se fechado. No entanto, por conta das restrições impostas pelas autoridades locais, muitas vezes foi necessário adaptar o regime de trabalho, com horários especiais de atendimento ou teletrabalho.

Recomenda-se aos cidadãos brasileiros checar qual o regime de trabalho de cada repartição por meio da página de Embaixadas e Consulados na internet.

As páginas na internet de todos os Consulados do Brasil podem ser consultadas no Portal Consular do Itamaraty.

Por meio do perfil, no Twitter, a empresa Royal Air Maroc, comunicou que, seguindo a decisão do governo marroquino, todos os voos internacionais da Royal Air Maroc são suspensos, até novo aviso e aconselhou os clientes a entrarem em contato com a central de atendimento - Morrocos: 08900 0800 ou + 212522489797.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.