Campeonato Maranhense

Sampaio reclama de hostilidade e revela insultos racistas

Em seu site, Sampaio revela que delegação foi hostilizada após derrota para o BEC.
Paulo de Tarso Jr./Imirante* 22/03/2013 às 13h40
Tricolores rclamam de comportamento de torcedores do Bacabal. (Foto: Divulgação/SCFC)

SÃO LUÍS – O clima da partida entre Bacabal e Sampaio na noite de quinta-feira (21), no Estádio Correão, não foi dos melhores. A delegação tricolor revela que sofreu, e muito com a hostilidade, de alguns torcedores da equipe do interior. Em seu site oficial, o Sampaio revela que houve até insultos racistas contra o massagista da equipe Joel Sá. O massagista teria sido chamado de “macaco” pelos torcedores do BEC.

"Um cara negro que nem eu me chamando de macaco. Brincadeira, isso não é futebol e nem eles são torcedores de verdade", desabafou Joel.

Além dos insultos racistas, os integrantes da delegação do Sampaio alegam que foram atingidos por copos contendo cerveja e urina na saída de campo. E quem pensa que ficou nisso, o time só deixou o Correão com o apoio policial.

Em campo, sem a hostilidade vinda das arquibancadas, o Bacabal superou o Sampaio por 1 a 0 e tem a vantagem de jogar por um empate na partida de volta da semifinal do primeiro turno do Campeonato Maranhense.

*Com informações do site oficial do Sampaio Corrêa.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.