Tênis

Federer vai à sua sexta final no Aberto da Austrália

Tenista suíço agora aguarda Nadal ou Dimitrov na decisão.
Gazeta Esportiva26/01/2017 às 09h07

SÃO PAULO - Roger Federer garantiu a classificação para a sexta final de Aberto da Austrália da sua carreira na manhã desta quinta-feira ao vencer o compatriota Stan Wawrinka por 3 sets a 2, parciais de 7/5, 6/3, 1/6, 4/6 e 6/3, em pouco mais de três horas de partida. Com o resultado, o suíço ex-número um do mundo chega à sua sexta decisão do primeiro Grand Slam do ano, tentando o quinto título.

Federer jamais perdeu para Wawrinka na quadra dura. Em 22 confrontos são 19 vitórias contra apenas três derrotas, todas elas sofridas no saibro (duas em Montecarlo e uma em Roland Garros). A vitória também fez com que Federer se tornasse o jogador mais velho em 43 anos a chegar à decisão de um Grand Slam.

Atual número 17 do mundo pelo fato de ter ficado seis meses parado para tratar uma lesão no joelho, Roger Federer irá retornar ao top 10 caso seja campeão em Melbourne. Agora o suíço de 35 anos aguarda o duelo entre Rafael Nadal e Grigor Dimitrov para descobrir quem será seu oponente na decisão.

O jogo

Se de um lado da quadra estava Stan Wawrinka, que exibiu um grande tênis ao longo de todo o torneio, do outro estava Roger Federer, que se mostrou em ótima forma após seis meses afastado das quadras por conta de uma lesão no joelho. Justamente por isso o primeiro set foi extremamente disputado, com ambos confirmando seus serviços e oferecendo poucas brechas até o 12º game, quando o ex-número um do mundo conseguiu aproveitar o breakpoint e fechar em 7/5 para abrir vantagem.

A vitória na primeira parcial gerou confiança a Federer, que foi ainda mais contundente e agressivo no segundo set para seguir dominando o rival. Com boas devoluções e encaixando bem seu saque, o suíço conquistou uma quebra no sexto game para precisar apenas administrar e fechar em 6/3, abrindo 2 a 0 e se colocando em posição extremamente favorável na partida.

Mas se enganou quem achava que Wawrinka já estava batido. No terceiro set o compatriota de Federer se recompôs e conseguiu encaixar saques e devoluções muito acima da média para anular o rival. Com 80% de aproveitamento no primeiro serviço e cometendo muito menos erros não forçados, o atual número quatro do mundo permitiu que Federer confirmasse apenas um serviço e fechou a parcial em 6/1 para diminuir a vantagem.

Wawrinka iniciou o quarto set da mesma maneira que terminou o anterior. Logo no primeiro game quebrou o saque de Federer para se colocar à frente. No entanto, o rival devolveu a quebra no game seguinte para se recolocar em igualdade. O duelo permaneceu equilibrado até Wawrinka conseguir mais um breakpoint, o suficiente para fechar a parcial em 6/4 e levar a decisão para o último set.

Antes do início da quinta parcial Federer recebeu atendimento médico, interrompendo o confronto por alguns minutos. A pausa parece ter feito bem ao suíço, que reencontrou seu jogo, ainda que Wawrinka seguisse exigindo demais do compatriota. Quebrando o saque do rival no sexto game, Federer se colocou em vantagem e ficou muito próximo de garantir sua classificação para a sexta final de Aberto da Austrália. Bastou ao suíço apenas seguir confirmando seu saque para decretar a vitória por 3 sets a 2.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.