Mundial de Clubes

Atlético MG vence e fica em 3º no Mundial de Clubes

Desempenho frustrante ainda está "engasgado" no elenco do Galo.
Gazeta Esportiva21/12/2013 às 17h22

MARRAKESH - Depois de perder a semifinal do Mundial de Clubes, o Atlético-MG voltou a jogar mal na decisão do terceiro lugar do Mundial do Marrocos. O Galo expôs as fragilidades da equipe para o mundo, e chegou a tomar a virada dos chineses do Guangzhou Evergrande, mas conseguiu reagir e venceu por 3 a 2, na partida que marcou o fim do ciclo de Cuca no comando da equipe.

Logo no começo do jogo, o Atlético-MG abriu o placar com Tardelli, dando a impressão que o time iria mostrar o futebol de campeão da América. Ficou apenas na impressão, porque o Guangzhou passou a dominar as ações e virou o placar com gols de Muriqui e Conca, em cobrança de pênalti. Maior esperança do Galo no Mundial, Ronaldinho Gaúcho apareceu no fim da etapa inicial com um belo gol de falta. No segundo tempo, Luan garantiu a vitória do Galo.

Com o fim do Mundial de Clubes, os jogadores do Atlético-MG entram em férias voltando aos trabalhos em janeiro. Na reapresentação dos atletas, a novidade será Paulo Autuori, que vai assumir o comando da equipe na vaga de Cuca, que acertou com o futebol da China. A missão de Autuori no primeiro semestre será a de tentar o tricampeonato Mineiro e o bicampeonato da Libertadores.

O jogo – Querendo dar uma satisfação para a torcida após o revés contra o Raja Casablanca, o Atlético-MG iniciou a partida contra os chineses a todo o vapor, e logo no primeiro minuto abriu o placar. Marcos Rocha acertou ótimo cruzamento para Diego Tardelli, que apareceu atrás da zaga do Guangzhou para completar para as redes, abrindo os trabalhos em Marrakesh.

Após o gol, o Galo diminuiu o ritmo e permitiu a equipe chinesa crescer no jogo. Aos oito minutos, a zaga atleticana falhou bisonhamente e deixou o Guangzhou em condições de empatar a partida com ex-alvinegro Muriqui, que não perdoou e deixou tudo igual no marcador. A igualdade forçou o Atlético-MG a sair da zona de conforto para buscar o ataque.

Na sequência do gol chinês, os brasileiros tiveram uma boa oportunidade de marcar com Jô, que parou no goleiro Shuai Li. Errando muito, o Galo permitiu o contra-ataque ao Guangzhou, e em uma dessas jogadas, Lucas Cândido cometeu um pênalti infantil. Na cobrança, o argentino Conca bateu no meio do gol, Victor pulou para esquerda, e os chineses viraram o placar.

Com a equipe da China vencendo o jogo, a tranquilidade do Atlético-MG, que já era pouca, acabou de vez. A torcida do Galo, presente em grande número no Marrocos, passou a cobrar raça da equipe brasileira, que era dominada pelo Guangzhou. Aos 23, Conca cobrou falta cruzada para área e Victor teve que fazer grande defesa para evitar o gol direito do armador argentino.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.