Campeonato Maranhense

Moto Club vence o Sampaio Corrêa de virada e reassume liderança do Campeonato Maranhense

Papão do Norte levou a melhor em Superclássico disputado no Castelão e encerrou série invicta do Tubarão no Estadual.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte14/04/2021 às 22h51
Moto Club vence o Sampaio Corrêa de virada e reassume liderança do Campeonato MaranhenseMoto Club e Sampaio Corrêa fizeram Superclássico pela quinta rodada do Campeonato Maranhense. (Ronald Felipe / Sampaio Corrêa FC)

SÃO LUÍS - Maiores campeões do futebol maranhense, Moto Club e Sampaio Corrêa disputaram o tão aguardado Superclássico na noite desta quarta-feira (14), no Estádio Castelão, pela quinta rodada da primeira fase do Estadual. Donos das melhores campanhas da competição, Papão do Norte e Bolívia Querida fizeram um clássico emocionante em busca da liderança, com a equipe rubro-negra levando a melhor: apostando nos contragolpes e em uma marcação eficiente, o Moto bateu o Sampaio por 2 a 1, de virada, e reassumiu o primeiro lugar do Maranhense.

Apesar de ter poupado alguns titulares, com foco nas quartas de final da Copa do Nordeste, o Sampaio Corrêa teve um bom início de Superclássico e abriu o placar aos 29 minutos do primeiro tempo, com um golaço de Jajá. O Moto Club, entretanto, reagiu antes do intervalo: Cleitinho, aos 40, foi lançado no campo de ataque, bateu na saída de Mota e deixou tudo igual no Castelão. Na etapa final, o Sampaio manteve a pressão, mas o Moto segurou os avanços tricolores e garantiu a vitória com um gol de Negueba, em contragolpe aos 32 minutos do segundo tempo.

Com a vitória no Superclássico, o Moto Club chegou aos 15 pontos e voltou a ocupar o primeiro lugar do Campeonato Maranhense, enquanto o Sampaio Corrêa, que tem 13 pontos, está na segunda colocação do Estadual. O Papão do Norte e a Bolívia Querida já estão garantidos nas duas primeiras posições do torneio e avançam direto às semifinais.

O Moto Club volta a campo pelo Campeonato Maranhense na próxima quarta-feira (21), às 15h30, em duelo diante do Pinheiro, no Estádio Costa Rodrigues. O Papão precisa da vitória para confirmar o primeiro lugar na fase classificatória do Estadual. O Sampaio Corrêa, por sua vez, enfrentará o Ceará na tarde deste domingo (18), às 16h, na Arena Castelão, em jogo único pelas quartas de final da Copa do Nordeste. Os dois confrontos terão transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte.

O jogo

Bastaram poucos minutos de Superclássico no Estádio Castelão para Sampaio Corrêa e Moto Club apresentarem suas estratégias: enquanto a Bolívia Querida valorizava a posse de bola e tomava a iniciativa no campo de ataque, o Papão do Norte se defendia, apostando nos contragolpes para surpreender o rival. Como esperado, o Sampaio teve a primeira grande chance aos sete minutos, após Jefinho ser lançado em profundidade e Joanderson sair do gol para salvar o Moto. Pouco depois, aos 14, Jajá teve ótima oportunidade pelo Tricolor, em finalização que passou perto do gol.

Mesmo com a entrada do experiente meia Flamel, que começou o clássico no banco de reservas e substituiu o lesionado Thayson, o Moto Club sofria para manter a posse de bola e pressionar o Sampaio Corrêa, ainda totalmente à vontade em campo. Aos 24 minutos, Sávio fez um cruzamento na medida para André Luiz, que cabeceou com perigo, para fora. Já aos 29, a insistência do Sampaio surtiu efeito: após boa jogada individual de Guilherme Teixeira, a bola ficou com Jajá, que acertou um belo chute no ângulo, sem chances para Joanderson.

Depois de várias tentativas de gol do Sampaio Corrêa, o Moto Club avançou suas linhas na reta final do primeiro tempo e mostrou eficiência ao balançar as redes em sua primeira grande oportunidade de gol: aos 40 minutos, Victor Manoel lançou Cleitinho, que avançou sem marcação e deixou tudo igual no Castelão. O Sampaio tentou responder rápido e quase marcou o segundo gol aos 45, mas Joanderson, goleiro motense, defendeu o chute de Joanderson, atacante tricolor.

Com paciência e contra-ataque, Moto garante vitória no Superclássico

Mesmo depois do intervalo, o cenário da partida não mudou no Castelão, com o Sampaio Corrêa trocando passes no campo de ataque e o Moto Club com dificuldades para avançar quando tinha a bola. Aproveitando o melhor momento no clássico, o Tricolor teve mais uma tentativa perigosa de gol aos 11 minutos: Jajá arriscou de muito longe, e a bola assustou o goleiro Joanderson.

Com o passar do tempo, o Sampaio Corrêa diminuiu a pressão sobre o Moto Club e adotou a tática da paciência, trocando passes e tentando procurar espaços, mas o Papão do Norte se fechava bem. Pimentinha, aos 27, tentou a jogada individual, passou pela marcação rubro-negra e bateu para fora.

Depois de muita espera, a estratégia de se defender e esperar pelo erro do Sampaio Corrêa funcionou mais uma vez a favor do Moto Club aos 32 minutos. Após jogada de Cleitinho e Vinicius Paiva, a bola sobrou para Negueba, que não desperdiçou a chance e decretou a virada rubro-negra no Castelão. Dione, aos 40, ainda teve a oportunidade de empatar pelo Sampaio, mas Joanderson fez grande defesa e garantiu a vitória do Papão do Norte no Superclássico.

FICHA TÉCNICA

MOTO CLUB: Joanderson; Diego Renan, Marquinhos, Rodrigo Barreto (Lara) e Vinicius Paiva; Recife (Leal), Thayson (Flamel), Victor Manoel e Cleitinho; Maurinho (Bolinha) e Felipe Ferreira (Negueba). Treinador: Júnior Amorim

SAMPAIO CORRÊA: Mota; Sávio, Lucão, Allan Godói e Michel (Marlon); André Luiz (Dione), Guilherme Teixeira (Ferreira) e Matheus Cassini (Pimentinha); Jajá, Joanderson e Jefinho (Dudu). Treinador: Rafael Guanaes

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.