Série B

Cruzeiro vence o Paraná em casa e deixa a zona de rebaixamento da Série B

Raposa chegou aos 20 pontos e assumiu a 16ª colocação da Segundona.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte31/10/2020 às 00h07
Cruzeiro vence o Paraná em casa e deixa a zona de rebaixamento da Série BPela 19ª rodada da Série B, Cruzeiro venceu o Paraná no Mineirão. (Alessandra Torres / AGIF)

BELO HORIZONTE - Na noite desta sexta-feira (30), em partida pela 19ª rodada da Série B do Brasileirão, o Cruzeiro conseguiu importante triunfo por 2 a 0 diante do Paraná no Mineirão e deixou momentaneamente a zona de rebaixamento. Com o resultado positivo, a Raposa respirou e assumiu a 16ª colocação, com 20 pontos. Por outro lado, o Paraná perdeu a chance de entrar no G-4 e segue com 28, na quinta posição.

No primeiro minuto do jogo, o Cruzeiro abriu o placar: em cobrança de falta, Régis levantou na cabeça de Marcelo Moreno, que se antecipou aos zagueiros e marcou. Aos sete, o boliviano tentou pegar o goleiro de surpresa e finalizou de longe, mas Marcos encaixou bem. Seis minutos depois, Airton fez boa jogada pela direita e cruzou para Moreno, que bateu firme, mas novamente parou no camisa 1 do Tricolor. O primeiro chute perigoso dos paranaenses saiu aos 20, em tentativa de fora da área de Andrey que passou ao lado. Aos poucos, o time visitante equilibrou as ações e buscou chegar ao ataque adversário, mas sem muito perigo. Só que em uma descida rápida após falta ofensiva paranista, os mineiros chegaram ao segundo gol: aos 38, Patrick Brey achou Airton dentro da área em profundidade. O atacante usou a velocidade, driblou o arqueiro e mandou para a rede, no último grande momento da etapa inicial.

No segundo tempo, o Paraná teve mais posse de bola, mas pouco ameaçou: nos primeiros 30 minutos, um chute de longe de Jhony Douglas e dois cabeceios sem direção de Léo Castro foram os únicos lances relevantes. Apesar das modificações promovidas pelo técnico Allan Aal, não houve melhoria por parte dos visitantes. O Cruzeiro soube segurar o ímpeto do Tricolor e viveu seu grande momento na etapa final aos 37, em bomba de Claudinho espalmada por Marcos. A partir daí, a Raposa segurou a vantagem e saiu com a vitória.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.