Campeonato Brasileiro

Diniz elogia desempenho do Fluminense, mas lamenta empate em Chapecó

No último jogo antes da pausa para a Copa América, o Tricolor empatou com a Chapecoense.
Imirante Esporte, com informações do Fluminense FC14/06/2019 às 20h45
Diniz elogia desempenho do Fluminense, mas lamenta empate em ChapecóFernando Diniz, técnico do Fluminense. (Lucas Merçon / Fluminense FC)

CHAPECÓ - Antes da pausa para a Copa América, o Tricolor entrou em campo pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro na noite desta quinta-feira (13), diante da Chapecoense, na Arena Condá. Com gol de Ganso, o Tricolor empatou em 1 a 1 com os donos da casa e o técnico Fernando Diniz elogiou a qualidade do time, mas lamentou o resultado.

O jogo

"Em termos de qualidade de jogo, estou satisfeito, mas de resultado, não. A gente tomou um gol muito cedo, em uma jogada que tinha mapeado muito bem, de bola parada deles, uma bola muito forte do Everaldo. Depois tivemos um domínio grande no primeiro tempo, mas sem criar tantas chances de gol. No segundo tempo, o time voltou melhor, mais contundente, empatou o jogo e depois ficou atípico, com muita interferência do VAR. Mas quando conseguimos impor nosso jogo, criamos situações para marcar, faltou um pouco mais de capricho".

Análise

"Friamente, tem que fazer gol e não tomar. O time tem que continuar jogando bem, temos tentado acertar o time, mas toda hora está mudando a equipe. Precisa de padrão, principalmente no terço final, precisa de entrosamento, de jogada de profundidade, isso acaba dificultando um aprimoramento na parte final, mas é continuar trabalhando em todas as frentes. Essa parada será muito bem-vinda para o Fluminense".

Avaliação

"Quando voltou para o segundo tempo, estava jogando bem, foi nosso melhor momento do jogo. Depois que empatou o jogo, ficou um pouco diferente, teve muita interrupção, muita falta, muito lance duvidoso, isso cria um certo receio no time. Sofremos muito com a bola parada e com a interrupção, então, não teve fluência e o jogo do Fluminense precisa fluir".

Lesões

"São lesões muito acidentais, a única muscular é do Yony, o resto é de ligamento cruzado, menisco, a fratura do Digão, que já está em processo avançado de recuperação. O Digão faz falta não só dentro do campo, mas fora também, é uma das lideranças da equipe, tem uma identificação com o torcedor. Acho que na volta, a gente vai conseguir ter o elenco um pouco mais robusto e espero que no segundo semestre, não tenha tantos acidentes".

Meninos

"Os meninos são muito bons jogadores, vão evoluir cada vez mais, de onde eles estão, a tendência é só melhorar. São jogadores jovens, João Pedro já está mais jogado, conseguiu se virar melhor com a carga física do jogo. O Marcos Paulo estreou como titular, o Brenner fez o terceiro jogo só. Mediante o que aconteceu hoje, conseguiram fazer uma boa partida".

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.