Campeonato Brasileiro

Moisés valoriza marcas do Palmeiras e pede concentração contra Santos

Clássico entre o Alviverde e a equipe santista será disputado neste sábado (18).
Imirante Esporte, com informações da Agência Palmeiras17/05/2019 às 20h53
Moisés valoriza marcas do Palmeiras e pede concentração contra SantosMoisés, meio-campista do Palmeiras. (Cesar Greco / Agência Palmeiras / Divulgação)

SÃO PAULO - Recorde de 27 jogos sem perder pelo Campeonato Brasileiro, melhor defesa do Brasil em 2019, com apenas oito gols sofridos, e dupla de zaga Luan e Gustavo Gómez intransponível há 894 minutos (sem contar os acréscimos). Com essas importantes marcas, o Palmeiras se prepara para o clássico deste sábado (18), às 19h, contra o Santos, no estádio do Pacaembu, pelo Nacional. Os ótimos números conquistados em campo, porém, não tira o foco do meio-campista Moisés para alcançar novos objetivos com o Alviverde.

“O segredo é manter o foco, pensar jogo a jogo. No começo dessa sequência, a gente nem imaginava ficar 27 jogos sem perder no Brasileiro, mas a gente não fica levando esse recorde para o vestiário. Não falamos sobre isso. Falamos sobre ter o melhor jogo e, consequentemente, acabamos tendo essas conquistas coletivas”, afirmou o palestrino, comentando também sobre o desempenho defensivo do Alviverde.

“A marca é importante, é o trabalho que vem sendo feito desde quando o Felipão chegou, juntamente com a comissão técnica. Eles prezam muito pelo sistema defensivo e o equilíbrio entre ataque e defesa. Temos a melhor defesa, mas a gente não deixa de marcar gols. Os nossos jogadores têm executado bem esse equilíbrio que eles implantaram, e isso dá segurança para os atacantes e faz a gente ter tranquilidade lá na frente”, explicou.

Moisés, entretanto, crê que o Palmeiras precisa melhorar ainda mais para ter sucesso em 2019. “A gente tem de procurar evoluir a cada momento. Não só no futebol, mas na vida. Eu tenho 31 anos e quero melhorar. Nós temos alguns erros que às vezes são escondidos pelas vitórias, mas a gente se cobra aqui. Sabemos que está bom, mas, se a gente quer conquistar alguma coisa, temos de evoluir. Os adversários estão nos vendo e às vezes acabam neutralizando algumas situações, por isso temos de evoluir sempre”, declarou.

Com relação ao clássico contra Santos, o camisa 10 sabe que o Palmeiras não terá vida fácil. “São dois estilos de jogo totalmente diferentes, a gente preza muito pelo equilíbrio. O Santos já é um time muito mais ofensivo, um gol pode mudar as circunstâncias da partida. Será um jogo bem estudado, interessante, um jogo que rende muita matéria e discussão. São dois estilos diferentes, mas que tem dado resultado para os dois”, analisou o meia, que pediu muita concentração ao time palmeirense diante dos santistas.

“O Santos é um time muito rápido e trabalha em alguns momentos para individualizar o jogo. Temos de estar muito ligados nessas movimentações, ter concentração alta pela movimentação que os jogadores do Santos imprimem. A concentração será até mais importante do que a parte física. Com o estádio cheio, você não consegue ouvir em alguns momentos, então tem um desgaste mental muito grande. A gente vem trabalhando isso durante a semana e será muito importante”, concluiu.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.