Campeonato Carioca

Digão projeta clássico Fla-Flu e lamenta tragédia no Ninho do Urubu

Zagueiro e capitão do Tricolor falou da expectativa para o duelo desta quinta-feira (14).
Imirante Esporte, com informações do Fluminense FC11/02/2019 às 21h36
Digão projeta clássico Fla-Flu e lamenta tragédia no Ninho do UrubuDigão, zagueiro do Fluminense. (Lucas Merçon / Fluminense FC)

RIO DE JANEIRO - O Fluminense iniciou a semana se preparando para a semifinal da Taça Guanabara na próxima quinta-feira, quando encara o Flamengo às 20h30, no Maracanã. O zagueiro Digão projetou o clássico e falou sobre a tragédia da última sexta-feira no Ninho do Urubu.

"A semana não é das melhores para se jogar futebol, clima muito triste. Todos os jogadores passaram por essa transição de base, sabem o quanto é difícil deixar a família longe e ir atrás de um sonho. Eram jovens com futuro promissor e nesse momento, precisamos dar todo o suporte para as famílias, tenho certeza que o Flamengo está fazendo isso. Resta orar pelas famílias para que Deus possa confortar o coração de todos", comentou o atleta, lamentando o ocorrido.

"É difícil, mas a vida tem que seguir. Passou, não aconteceu o jogo, agora vai acontecer e precisamos ir com a cabeça no Flamengo. Todos ficaram abalados, sinto como se fosse alguém da minha família. Vivemos essa fase de categoria de base, sabemos como é difícil. Sou pai, imagino como é difícil perder um filho, o Abel sabe bem dessa dor. Infelizmente aconteceu, lamentamos muito, todos ficaram abalados, não tem essa de que é o Fluminense, Botafogo, Vasco ou Flamengo. Todos ficaram abalados com essa tragédia", declarou. Digão também destacou a preparação tricolor para a decisão.

"Durante a semana você treina de acordo com o adversário. Começamos hoje a preparação pensando no Flamengo. Pensando em parar os pontos fortes deles, que são vários. São grandes jogadores. Mas temos que pensar na gente também. Vamos entrar forte, fazer um grande jogo na quinta-feira. Independente de quem jogar, vai ser um Flamengo forte", disse o zagueiro, ressaltando a responsabilidade de ser o capitão.

"Capitão não é só aquele que carrega a faixa. O treinador escolhe um, mas no grupo são vários que podem exercer essa função. Todo mundo tem sua liderança dentro de campo. Vão acontecer erros, mas não podemos deixar nunca eles nos abalarem. Vamos sempre insistir. O professor manda, dá moral para a gente e vamos continuar fazendo para que as coisas dentro de campo corram bem", afirmou. O atleta analisou ainda o desempenho da equipe na temporada.

"Quanto mais gols você faz, mas tranquilidade tem na partida. Ano passado a falta de gols incomodava. Tomávamos um gol e abalava um pouco, mas já passou. 2018 ficou para trás e 2019 é um novo ano. Esperamos não passar por isso novamente. Fico feliz por este ano as coisas estarem funcionando bem. Os caras fazendo gols, as vitórias vindo como consequência, esperamos dar sequência nisso", concluiu Digão.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.