#ForçaChape

Velório de atletas da Chapecoense será neste sábado (3)

Todos os 71 corpos das vítimas foram identificados pelo IML de Medellín.
Gazeta Esportiva01/12/2016 às 21h16

MEDELLÍN (COLÔMBIA) - O presidente em exercício da Chapecoense, Ivan Tozzo, declarou nesta quinta-feira que o velório das vítimas do acidente aéreo deverá ser realizado no sábado de manhã. A chegada dos corpos a Chapecó, de acordo com o mandatário, está prevista para ocorrer entre a meia-noite e as 6 horas (de Brasília) do sábado.

Todos os 71 corpos das vítimas foram identificados pelo Instituto Médico Legal da cidade colombiana de Medellín. Eles passam pelo processo de embalsamamento em uma funerária local. O governo do município deve prestar uma última homenagem e organizará uma caravana fúnebre para marcar o transporte dos caixões até o aeroporto.

De acordo com Júlio Bitelli, embaixador do Brasil na Colômbia, os corpos de jogadores, comissão técnica e outros funcionários da Chapecoense serão embarcados em três aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). As aeronaves farão uma parada técnica em Manaus para reabastecimento, de cerca de uma hora, e seguirão para Chapecó.

Bitelli disse que os corpos dos jornalistas da Rede Globo e da Fox Sports não estão envolvidos no procedimento, já que as emissoras optaram por realizar o traslado em voos particulares. O embaixador brasileiro também lamentou o atraso na liberação dos corpos por conta da maioria das vítimas ser brasileira.

“O atraso circunstancial na liberação dos corpos não estava na cabeça de ninguém, mas insisto que foi dada a liberdade de opção às famílias entre vir e não vir para a Colômbia. Um apoio está sendo prestado por meio da embaixada e autoridades colombianas, temos alguns parentes que vieram e que estão recebendo esse apoio. Há familiares que estão hospedados em casas de voluntários, e os que preferirem ficar em hotéis a prefeitura de Medellín vai ceder quartos de hotéis”, disse.

O velório será realizado no gramado da Arena Condá. Por questões de segurança, os torcedores da Chapecoense só poderão acompanhar a cerimônia das arquibancadas. O estádio receberá ao menos 51 caixões – o número está sujeito a mudanças.

Estão previstas as participações de personalidades e autoridades brasileiras e internacionais na cerimônia. Cogita-se que entre elas estarão o presidente do Brasil, Michel Temer, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, e o técnico da Seleção Brasileira, Tite.

A expectativa é de que o velório dure entre três e quatro horas. Telões estão sendo instalados no entorno da Arena Condá para aqueles torcedores que não conseguirem entrar no estádio. Após a cerimônia, alguns familiares levarão os corpos para suas respectivas cidades de origem. Ao menos 16 mortos serão enterrados em Chapecó.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.