Campeonato Brasileiro

Emocionado, Levir Culpi anuncia saída do Atlético Mineiro

O treinador não terá o seu contrato renovado para a próxima temporada.
Gazeta Esportiva26/11/2015 às 20h56

BELO HORIZONTE - Visivelmente emocionado, o técnico Levir Culpi convocou a imprensa logo após o treino desta quinta-feira para anunciar que não permanecerá no Galo para a próxima temporada. A situação do técnico, que tinha contrato com o clube mineiro até o final do ano, foi definida após reunião com o presidente do Atlético-MG na noite dessa quarta-feira.

“Não é exatamente um bom dia. É um dia chato, muito chato para mim. Estou desconfortavelmente conversado com vocês, mas é uma obrigação que eu tenho. Como estamos encerrando um ciclo, provavelmente o ciclo da minha vinda para Minas Gerais, não vejo, no futuro, a possibilidade de voltar para Minas. Mas a oportunidade que tenho agora, acho que tenho a oportunidade de agradecer, só tenho palavras de agradecimento, porque não é normal um técnico treinar sete vezes clubes da envergadura de Atlético e Cruzeiro”, disse o treinador.

Técnico do Atlético-MG entre 94 e 95, 2001 e 2002, e entre 2006 e 2007, Levir Culpi, em sua quarta passagem pela equipe alvinegra, deixa o clube em um dia que deveria ser de festa. Há um ano, o treinador conduzia o Galo à conquista inédita da Copa do Brasil, sobre o grande rival Cruzeiro, no Mineirão.

“É uma coincidência irônica, hoje completa um ano da conquista da nossa Copa do Brasil que está entre as maiores conquistas do clube. Da maneira como foi, foi inesquecível e eu estava lá. Não posso lamentar minha saída. Preciso curtir com vocês, os bons momentos que tivemos. Prefiro ver este lado”, relembrou.

Levir não terá tempo de se despedir da torcida e não comandará o Atlético-MG nas duas rodadas finais do Brasileirão, contra Grêmio e Chapecoense. Técnico da equipe júnior, Diego Giacomini, segundo a assessoria do clube, comandará o Galo na reta final da temporada.

“Havia a possibilidade de ficar até o jogo contra a Chapecoense. São dois jogos, mas é que acabou. A diretoria chegou à conclusão que não deveríamos seguir o trabalho, então acho profissional e importante, porque eles têm a possibilidade de antecipar e formar um pensamento para a próxima temporada”, esclareceu Levir.

No momento mais emocionalmente da entrevista, Levir, já com os olhos marejadas e com a voz embaraçada, definiu como um casamento o seu relacionamento com o Atlético-MG e comentou sobre escrever um livro sobre sua quarta passagem pelo clube. Ao final, o treinador disse que sua saída significa um até logo e pediu para ser um lembrado como um “cara legal”.

“É um até logo, vou estar torcendo para todo mundo. Tenho um plano e vou torná-lo realidade, vou escrever mais um livro sobre este retorno que tive para cá, sobre estes grandes momentos que tivemos, principalmente o que vivemos na temporada passada até agora. Se contarmos no livro o que aconteceu na decisão do Campeonato Mineiro, foi uma coisa muito interessante, muito diferente. Então, insisto em mandar um abraço a todos que estiveram comigo, que sentiram as derrotas como eu senti, as porradas que a gente leva e não consegue dormir direito. Sem entender, sem explicação, às vezes por falhas nossas, minhas, e os grandes momentos. Tivemos uma vida assim como um casamento, tivemos brigas, mas a gente se ama. Quanto a vocês da imprensa, queria que vocês falassem de mim como um cara legal, pronto. Até breve, gente”, concluiu.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.