Copa Libertadores

Fora de casa, Corinthians busca empate com Santa Fé

Com o empate em Bogotá, o Timão está perto de garantir vaga na próxima fase.

Gazeta Esportiva

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h33
Timão arrancou um empate fora de casa.
Timão arrancou um empate fora de casa. (Agência Corinthians)

BOGOTÁ (COLÔMBIA) - O Corinthians conseguiu o que buscava na noite de quarta-feira, na Colômbia. A equipe fez um primeiro tempo bem ruim no estádio El Campín e saiu atrás do Santa Fe, mas alcançou o empate por 1 a 1 em um gol de Elias, seu melhor jogador nos 2.640 metros de Bogotá.

Com o resultado, o time dirigido por Tite se manteve na liderança do Grupo 8 da Copa Libertadores, com dez pontos. Só uma difícil combinação de resultados impedirá a classificação da formação alvinegra, que fechará sua participação na chave no próximo dia 20, em Itaquera, contra o Cobresal – ainda zerado.

Nos primeiros 60 minutos – um apagão atrasou a etapa inicial –, o Corinthians se limitou a marcar – mal – e nada fez com a bola no pé. Não ajudavam as atuações fracas de Guilherme, Lucca e André, que viram Otero abrir o placar com justiça aproveitando um rebote.

Após o intervalo, a equipe do Parque São Jorge foi mais agressiva, já ser menos era praticamente impossível. Elias, de longe o mais produtivo da noite, foi quem apareceu na área, aos 12 minutos da etapa final, para definir a igualdade que Tite queria na Colômbia.

As declarações dos jogadores do Corinthians antes da partida já haviam deixado bem claro que o objetivo na Colômbia era empatar. O que se viu ao longo de todo o primeiro tempo foi o Santa Fe buscando o ataque, trocando passes, enquanto o adversário tentava desacelerar o jogo.

Os visitantes se limitavam a marcar e, com apresentação muito ruim de seus homens de frente, não tinham nem contragolpe. Nada mudou após o apagão de parte dos refletores do El Campín, que manteve o confronto paralisado por 13 minutos. Os donos da casa se mantinham no ataque, com boa articulação de Seijas e Otero levando vantagem sobre Felipe.

A equipe colombiana teve alguns lances perigosos e chegou a ver um gol – bem – anulado por impedimento. Aos 34 minutos, chegou à merecida bola na rede. Após uma troca de passes inteligente no meio, Gordillo chutou de fora e, com desvio de Felipe, acertou o poste direito. No rebote, Otero foi preciso.

Só aí o Corinthians começou a buscar um pouco mais o ataque, mas era difícil com Elias como único articulador. Foi após o intervalo que o time alvinegro se estabeleceu um pouco mais no campo de ataque. Lucca não estava bem, porém acertou um chute de fora no travessão.

Guilherme, que também não estava bem, recebeu de Fagner na meia direita e achou um bom passe. Elias recebeu na área, aos 12, e bateu na saída do goleiro para empatar. André esteve perto da virada na sequência, e Tite resolveu fazer duas mudanças. Guilherme e Lucca foram substituídos por Maycon e Romero.

A partida ficou aberta. Com as entradas de Pérez, Rojas e Salazar, o Santa Fe voltou a atacar. Ainda que sem acelerar o jogo, o Corinthians conseguiu seguir ameaçando – como em cabeceio de Romero, em bom lance de Elias e Fagner. Cansado, Elias acabou dando lugar a Edílson, aos 34.

Daí em diante, sem seu principal articulador, o time do Parque São Jorge voltou a se ver com grande frequência no campo de defesa. O Santa Fe ameaçou uma pressão nos minutos derradeiros, porém não mudou o resultado e provavelmente terá de bater o Cerro Porteño, no Paraguai, no dia 20, para sobreviver.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.