Cururupu

Polícia vai avaliar estragos provocados por vândalos

A polícia já identificou outras dez pessoas suspeitas de participarem do roubo e da depredação da delegacia de Cururupu.
Douglas Pinto/TV Mirante 01/09/2009 às 14h37

SÃO LUÍS - Transferidos para São Luís os envolvidos no quebra-quebra da última quinta-feira na cidade de Cururupu. Hoje, o secretário de Segurança Pública do Estado, Raimundo Cutrim, acompanhado do comandante da Polícia Militar, do delegado-geral de polícia e de um engenheiro vão ao município avaliar os estragos provocados vândalos que destruíram a delegacia da cidade.

Até agora, a polícia prendeu 16 pessoas suspeitas de depredar, roubar e incendiar a delegacia de Cururupu na última quinta-feira. Ontem (31), quinze delas foram transferidas para o Centro de Detenção Provisória em Pedrinhas, na capital, e uma ficou no interior porque seria menor de idade.

A polícia já identificou outras dez pessoas suspeitas de participarem do roubo e da depredação da delegacia de Cururupu. A Superintendência de Polícia do Interior vai pedir a prisão preventiva de cada uma delas. Dos 25 presos que fugiram na hora da confusão, 18 já foram recapturados. Além dos outros fugitivos, agora a polícia está procurando uma metralhadora levada pelos bandidos.

Ma quinta-feira passada, a delegacia foi invadida por vândalos, que destruíram tudo o que encontraram pela frente. Além de levar móveis, computadores, aparelho de ar-condicionado, queimaram ocorrências e inquéritos policiais.

A confusão aconteceu depois da tentativa de linchamento de um homem acusado de matar um aposentado. A transferência do preso revoltou a população que resolveu destruir a delegacia. Segundo o superintendente de Polícia do Interior, Jair Lima de Paiva Júnior, ainda nesta terça-feira (1º), o secretário de Segurança do Estado vai visitar a cidade. Será feito um levantamento dos danos causados à delegacia, para que seja providenciada a recuperação do prédio. Assista à reportagem da TV Mirante.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.