Sob ameaça

Acusado de estuprar enteada é condenado a 26 anos de prisão

Francivaldo Saldanha da Silva estuprava a vítima desde quando ela tinha 11 anos de idade.
Divulgação/MP-MA13/02/2019 às 16h00
Acusado de estuprar enteada é condenado a 26 anos de prisãoO caso foi na cidade de Bom Jardim, no Maranhão. (Arte: Imirante.com)

BOM JARDIM - Após o oferecimento de Denúncia pelo Ministério Público do Maranhão, Francivaldo Saldanha da Silva, mais conhecido como “Beiçola”, foi condenado pela Justiça a 26 anos e quatro meses de prisão, em regime fechado, pelos crimes de estupro e de estupro de vulnerável.

Conforme o teor da Ação Penal, formulada pelo promotor de Justiça Fábio Santos de Oliveira, Francivaldo Saldanha utilizava arma de fogo para ameaçar sua enteada, obrigando-a a manter relações sexuais com ele. A vítima, atualmente com 19 anos, sofria abusos desde os 11 anos. A jovem chegou a engravidar, mas sofreu um aborto em julho do ano passado.

Também foi apontado na Denúncia que a mãe da vítima, a irmã e seus cinco irmãos viviam em um ambiente de constantes ameaças perpetradas pelo condenado, mediante arma de fogo e arma branca. Portanto, as violências física e psicológica contra os membros da família eram constantes.

De acordo com a sentença do juiz Bruno Barbosa Pinheiro, Francivaldo não poderá apelar em liberdade.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.